Propriedade físico química do óleo de vísceras de corvina Cynoscion virescens

  • Elias Fernandes de Medeiros-Junior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas/Docente
  • Bruno José Corecha Fernandes Eiras Universidade Federal do Pará
  • Marileide Moraes Alves Universidade Federal do Pará/ Docente

Resumo

Esse estudo teve como objetivo verificar a potencialidade de vísceras de corvina (Cynoscion virescens) como fornecedora de óleo para produção de biocombustível. O óleo de corvina obtido foi submetido a análise físico química. O método de extração em chapa aquecedora foi eficiente para a retirada do óleo das vísceras. A massa específica, o índice de acidez e a viscosidade cinemática foram maiores do que os indicados pela ANP, o índice de peróxido ficou dentro da faixa esperada para matéria prima que sofreu pouca oxidação. Faz-se necessário a adequação, através de processos de purificação e transesterificação, do óleo bruto de vísceras de corvina caso ele venha ser usado na síntese de biocombustível.

Biografia do Autor

Elias Fernandes de Medeiros-Junior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas/Docente
Engenheiro de Pesca. Mestre em Aquicultura e Recursos Aquáticos.
Bruno José Corecha Fernandes Eiras, Universidade Federal do Pará
Engenheiro de Pesca. Mestre em Ciência Animal com Área de Concentração em Aquicultura.
Marileide Moraes Alves, Universidade Federal do Pará/ Docente
Professora Doutora da Faculdade de Engenharia de Pesca do Instituto de Estudos Costeiros. UFPA-Bragança
Publicado
2018-05-01