CHAMADA PÚBLICA “CIDADES, PATRIMÔNIO E TURISMO: TECENDO DIÁLOGOS COM A CONTEMPORANEIDADE, INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS”

DOSSIÊ “CIDADES, PATRIMÔNIO E TURISMO: TECENDO DIÁLOGOS COM A CONTEMPORANEIDADE, INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS”

ORGANIZADORAS:

Daniella Pereira de S. Silva (DTUR/UFS)

Lillian Mesquita (DTUR/PROFCIAMB/UFS)

O turismo emerge a partir do século XIX como uma prática social e contemporânea que vem se intensificando ao longo de décadas. A interação entre turistas, população receptora e prestadores de serviços do setor turístico, independente da escala na qual ocorra, tem sido fortemente mediada por arranjos inovadores e também pelas novas tecnologias de informação, como consequência do cresecente fluxo de pessoas, de informações, de investimentos e de tecnologias. Tal fenômeno não ocorre dissociado do papel que assume a identidade cultural de um país, estado, cidade ou comunidade, possibilitado pela sua memória, seja ela individual ou coletiva, e pelo seu patrimônio, seja ele material ou imaterial, uma vez que tanto pode conferir a estas localidades, o status de diferenciação e singularidade, quanto pode difundir um modelo de gestão de turismo capaz de alisar o território, liberando-o do constrangimento das subjetividades (GUATTARI, 1987). Este dossiê busca receber reflexões que enfatizem a inovação e o uso das novas tecnologias para fins de diálogo e aproximação entre visitantes e visitados, considerando as múltiplas formas de interação capazes de fortalecer vínculos identitários ou, seguindo o pensamento de Hall (2002), a constatação da fragmentação de uma identidade unificada e estável, posto que passa a ser percebida e vivida como um processo composto não de uma, mas de várias identidades, por vezes contraditórias e não resolvidas, seja no âmbito das pequenas comunidades, seja no de destinos turísticos já consolidados.

PRAZO PRORROGADO: 31/10/2019

CLIQUE AQUI PARA CONHECER AS DIRETRIZES PARA AUTORES