CRISE DEMOCRÁTICA E RACISMO NO BRASIL

EVIDÊNCIAS A PARTIR DA ELEIÇÃO DE JAIR BOLSONARO

Resumo

Tendo por perspectiva a crise democrática atual este artigo visa ampliar a compreensão sobre a figura política de Jair Messias Bolsonaro buscando entender como seu governo se relaciona com a crise. O caminho metodológico seguido foi à análise de seu pensamento a partir de alguns de seus discursos (tornados públicos), bem como o de algumas figuras de seu governo, à luz de aportes teóricos da Ciência Política e da Sociologia (com ênfase na Sociologia das Relações Raciais). Objetivamos ressaltar aspectos presentes no governo de Bolsonaro que nos ajudam a construir uma visão mais sistêmica (ampla) sobre a crise democrática brasileira. Tal análise nos possibilita concluir que o governo de Jair M. Bolsonaro não só se alinha a uma mentalidade retrógrada e racista como também instrumentaliza (por meio de estratégias populistas e nacionalistas) o descontentamento de parte dos brasileiros frente aos desafios de um regime democrático em favor de um projeto de poder disruptivo, porém em concordância com a colonialidade de poder que ainda nos atravessa.

Biografia do Autor

Priscila Elisabete da Silva

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP); Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Pesquisadora das relações étnico-raciais no Brasil.

Publicado
2021-05-09
Seção
Dossiê: Crise e Novos Rumos da Democracia