INDIVÍDUO-MARCA

A DOR E A DELICIOSA DIFICULDADE DE SER O QUE É!

  • Simone Antoniaci Tuzzo UFG
  • Claudomilson Fernandes Braga UFS

Resumo

Este trabalho é fruto das pesquisas continuadas do Laboratório de Leitura Crítica da Mídia, que se dedica a estudar a comunicação e a mediação, ou seja, os meios de comunicação e o seu impacto no receptor, mas também o impacto na mídia a partir do comportamento do receptor, sobretudo em uma sociedade cujo papel de recepção se mistura com o de produtor de conteúdo. Assim, pensar em uma sociedade que ao produzir conteúdo e ao querer fazer parte da mídia, ao querer aparecer como ser midiático e midiatizado, muitas vezes possui uma séria dificuldade de se expor de maneira “natural”, fazendo com que a imagem exposta não seja próxima à identidade. Dessa forma a interrelação discursiva entre identidade-imagem e os processos identitários se fazem presentes nessa reflexão do corpo e o cotidiano. Os estudos têm bases teóricas, mas também reflexões sobre discursos de celebridades midiáticas que expõem essa dificuldade de ser o que é. Este trabalho também apresenta uma reflexão das ideias de Clarice Lispector e Caetano Veloso, como produtores de arte em forma de crítica/reflexão daquilo que vivemos na sociedade atual. Além disso, pensar em cada ser humano como gestor de sua própria marca pessoal que é criada na tensão entre o ser, a sociedade, os atos de pertença e a comunicação, que aqui chamaremos de indivíduo-marca.

Biografia do Autor

Claudomilson Fernandes Braga , UFS

Doutor em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Professor e Pesquisador da Universidade Federal de Sergipe. 

Publicado
2021-08-28
Seção
Dossiê “Nossos Corpos de Todos os Dias" (Parte 01)