TECNOPOLÍTICAS DO FAKE VÍRUS NA ECONOMIA SEXUAL DA MORTE

O REGIME LIVE DO GOVERNO NA PANDEMIA DA COVID-19 NO BRASIL

  • Ribamar José de Oliveira Junior Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O copo de leite na mesa, a caixa de hidroxicloroquina na mão e o conteúdo impróprio na piada infantil, as lives transmitidas por Jair Bolsonaro durante o primeiro ano da pandemia da Covid-19 no Brasil parecem explorar a realidade e cosmetizar a necropolítica, sobretudo, na produção de verdade que busca a prerrogativa do poder. Através da analítica foucaultiana do discurso, foi possível notar nas transmissões de maio a setembro de 2020 como o modo lifestream pode construir o personagem político do mito por meio de ficções que parecem operar como terapia ideológica para determinados grupos. A supremacia branca, o panóptico ingerível do farmacopoder e a pornografia sutil aparecem como alguns dos eixos do capitalismo gore no Brasil que, no efeito de placebo, hasteia a bandeira nacional nos valores da família e no argumento da cristofobia.

Biografia do Autor

Ribamar José de Oliveira Junior, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorando em Comunicação e Cultura (UFRJ)

Publicado
2022-02-15
Seção
Dossiê “Nossos Corpos de Todos os Dias" (Parte 02)