ATIVISMO ONLINE

RECEPÇÃO DE VÍDEOS DA TAG “TOUR PELO MEU CORPO” NO YOUTUBE

Resumo

A cultura digital vem se mostrando uma alternativa viável e mais acessível para muitas mulheres, jovens e adolescentes, se comunicarem e se organizarem coletivamente a partir do tema corpo. Páginas e grupos que trazem relatos de experiências e questionamentos em redes sociais como o YouTube, Facebook e o Instagram vem aumentando em número e importância, facilitando a troca de conhecimento, a partilha de vivências e a ajuda mútua entre mulheres em um ambiente que é caracterizado principalmente pela possibilidade de interatividade. Reconhecendo que a mensagem veiculada na internet pode repercutir na vida e na autoestima de pessoas dentro e fora do ambiente digital tanto de maneira positiva como negativa, a presente pesquisa se propõe a investigar sobre a recepção das performances de Tour Pelo Meu Corpo, que são produzidas Luíza Junqueira e Ellora Haonne no YouTube. Objetiva-se compreender como estas se articulam à autoimagem corporal de seus públicos e de que maneira os processos de aceitação corporal podem se modificar a partir destas performances. Trata de uma pesquisa qualitativa, que utiliza-se da etnografia de mídia com Christine Hine para a produção de dados e busca categorizar os resultados obtidos a partir do modelo de codificação e decodificação de Stuart Hall. Por resultado percebe-se que, ao tornarem os vídeos da tag "tour pelo meu corpo" públicos, suas reflexões iniciam um questionamento ativista contra um único modelo de corpo magro como ideal.

 

Biografia do Autor

Lara Lima Satler, Universidade Federal de Goiás

Bolsista de Produtividade de Pesquisa, CNPq. Professora nos Programas de Pós-graduação em Comunicação e Performances Culturais (PPGCom/PPGPC), Universidade Federal de Goiás (UFG). E-mail: lara_lima_satler@ufg.br ORCID: http://orcid.org/0000-0002-2509-6278 Lattes: http://lattes.cnpq.br/7575445484262991

Beatriz de Almeida Prado , Universidade Federal de Goiás

Mestre em Performances Culturais pela Universidade Federal de Goiás com bolsa Capes. 

Publicado
2022-02-15
Seção
Dossiê “Nossos Corpos de Todos os Dias" (Parte 02)