FLUXOS IMIGRATÓRIOS DE LATINO-AMERICANOS: CIDADANIA TRANSNACIONAL

  • Celia Toledo Lucena CERU-Universidade de São paulo

Resumo

A imigração na atualidade tornou-se um fenômeno social e econômico que se apresenta como um problema nas políticas internacionais e às políticas latino-americanas. Assim, a imigração centro e sul americana, sob a perspectiva de gênero, para diferentes lugares do planeta, têm se intensificado a partir de 1990.Com relação ao destino, existem dois tipos migratórios favoritos: as regiões metropolitanas e as regiões de fronteira. Tendo em vista perceber as diferentes formas de integração, em região metropolitana, o grupo de peruanos foi objeto de análise na cidade de São Paulo, na migração trans-fronteiriça, a fronteira Nicarágua-Costa Rica foi espaço de reflexão. A fronteira segue o ritmo das metrópoles e tende a se transformar em território global.

 

Biografia do Autor

Celia Toledo Lucena, CERU-Universidade de São paulo
Doutora em História Social. Investigadora e Diretora de Publicações do CERU(Centro de Estudos Rurais e Urbanos)/USP (Universidade de São Paulo/Brasil. Editora do periódico: Cadernos CERU. Investigações nas seguintes linhas de pesquisa: questões migratórias, questões urbanas, estudos de gênero, fronteiras culturais e fronteiras políticas. Utiliza o método qualitativo,  fontes orais e  linguagem imagética. Atualmente faz reflexões sobre investigação realizada na fronteira tri-nacional: Brasil, Peru e Bolívia, desenvolve investigação com mulheres peruanas na cidade de São Paulo e tem em andamento um estudo etnográfico em bairro central, na cidade de São Paulo. Possui livros e artigos publicados sobre os temas.
Publicado
2014-07-29
Seção
Dossiê: Migrações e Interculturalidade