A CRISE DAS IDENTIDADES NA AMÉRICA LATINA

Jonas Silva Abreu

Resumo


Em 1995, foi publicado o livro “Consumidores e Cidadãos” de Nestor Garcia Canclini. O livro trazia como tema a globalização e o consumo como agentes das transformações ocorridas no processo de elaboração das identidades coletivas no espaço latinoamericano. Tendo este texto como marco histórico-reflexivo, o objetivo do artigo é decifrar quais identidades foram produzidas no continente e entender a construção e negociação destes valores. Com o auxílio de outras obras, as identidades serão descritas tanto no contexto tradicional da modernidade constatadas na formação dos estados, nações e partidos políticos, mas também na ambiência multicultural da pós-modernidade que se fazem presentes nos discursos étnicos, atitudes religiosas e movimentos sociais em diferentes subgrupos. O trabalho pressupõe ainda que rádio, cinema, televisão e mais recentemente as redes de tecnologia e cultura transnacionais são meios que ajudaram a construir e alterar as identidades na região, além de elaborarem imagens e discursos sobre elas.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21665/2318-3888.v1n2p178-202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.