Florentino Menezes: por uma sociologia da realidade natural

  • Moisés Cruz Souza Universidade Federal de Sergipe

Resumo

O presente artigo se constitui em uma exegese da obra “Grandeza, decadência e renovação de vida”, de Florentino Teles de Menezes. Como tal, busca a explicitação de seus principais argumentos, bem como de situar o autor no contexto cultural e intelectual de sua época. Resulta na constatação de que a referida obra deve ser compreendida como um empreendimento da sociologia pré-científica dos anos anteriores à década de 1940 em Sergipe, demarcada pela influência do racionalismo científico francês, do evolucionismo biológico e cultural e do socialismo científico. Sua relevância se estende para além da história das ideias sociológicas brasileiras – da qual foi recorrentemente excluída ao longo dos anos que se seguiram a sua publicação –, uma vez que faz parte da história através da qual a sociologia pré-científica lutou para a sua perpetuação em Sergipe e definiu espaços de disputa frente as elites políticas, econômicas e sociais de sua época.

Publicado
2020-06-08