Leitura na universidade ante as tecnologias digitais

significação e novas práticas

  • Flávia Goulart Mota Garcia Rosa Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Camila Nunes de Barros Reis Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Elizeu Clementino de Souza Universidade do Estado da Bahia - UNEB
Palavras-chave: Leitura, Universidade, Tecnologia digital

Resumo

A importância da leitura está no cerne da formação, na produção do conhecimento, na transformação de novos olhares para o mundo em que se está inserido. A universidade, é o local de formação e produção desse conhecimento, com as mudanças tecnológicas. O objetivo desta pesquisa é verificar como vêm se configurando as práticas leitoras dos discentes de graduação da Universidade Federal da Bahia ante as tecnologias digitais; identificar a preferência de suporte de leitura para esses discentes e compreender a relação destes com a biblioteca. O trabalho possui natureza qualitativa-quantitativa, aplicou-se um instrumento de coleta de dados, através da ferramenta eletrônica SurveyMonkey com os discentes dos Cursos de Graduação da Universidade Federal da Bahia tomando como base as grandes áreas do conhecimento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. O resultado obtido nos mostrou que há uma preferência pela a leitura em suporte papel, embora fica evidenciada a convivência pacífica entre os livros em suporte papel e o livro eletrônico. Assim, pode-se verificar, que há um déficit na biblioteca no cumprimento do seu papel de mediadora, entre a informação e o usuário.

Biografia do Autor

Flávia Goulart Mota Garcia Rosa, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Doutora em Cultura e Sociedade pela UFBA (2011). LATTES ID: CV: http://lattes.cnpq.br/7537077209873962. ORCID ID: https://orcid.org/ 0000-0002-1612-4177.

Camila Nunes de Barros Reis, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Graduanda em Comunicação pela UFBA. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC-UFBA. LATTES ID:
http://lattes.cnpq.br/8772674994243406. ORCID ID: https://orcid.org/0000-0002-3385-0330.

Elizeu Clementino de Souza, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Pós-Doutorado pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2012). LATTES ID:
http://lattes.cnpq.br/3968241717391173. ORCID ID: https://orcid.org/ 0000-0002-8292-5175.

Referências

BARTHES, Roland. O prazer do texto. Lisboa: Edições 70, 1974.
BEZERRA. Benedito Gomes; LÊDO, Amanda Cavalcante de Oliveira. Gêneros acadêmicos e processos de letramento no ensino superior. In: PEREIRA. Regina Celi Mendes (org.). Escrita na universidade: panoramas e desafios na América Latina. João Pessoa: EdUFPB, 2019. p. 172-204.
CHARTIER, Roger. A mão do autor e a mente do editor. São Paulo: UNESP, 2014.
CHARTIER, Roger. Desafios da escrita. São Paulo: UNESP, 2002.
CHARTIER, Roger. Do livro à leitura. In: CHARTIER, Roger (org.). Práticas da leitura. Tradução de Cristiane Nascimento. 2. ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2001. p. 77-105.
DADICO, Luciano. Modos de ler livros em meios digitais: transformações da experiência.
Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, DF, v. 37, n. 3, jul/set. 2017. Available at: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1414-98932017000300725&lng=pt&nrm=iso. Access in: fev. 24, 2020.
EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Livros eletrônicos na universidade. São Paulo: EdUSP, 2015.
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 45. ed. São Paulo: Cortez, 2003.
JOUVE, Vicent. A leitura. São Paulo: Editora Unesp, 2002.
KRESS, Gunther. Literacy in the new media age. London: Routledge, 2003.
MACHADO, Tertuliana Corrêa. A formação do aluno leitor. 2001. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.
MORAIS, José. A arte de ler. Tradução Álvaro Lorencini. São Paulo: Editora Unesp, 1996.
NIOR, Domício. Armamento é Direitos Humanos: nossos fins, os meios e seus modos. Sociedade e Estado, v. 28, n. 1, p. 119-141, 2013.
PESSOAS que leem são mais felizes, aponta pesquisa global. Publishnews, São Paulo, 30 maio 2019. Available at: https://www.publishnews.com.br/materias/2019/05/30/pessoas-que-
leem-sao-mais-felizes-aponta-pesquisa-global#. Access in: may 30, 2019.
ROSA, Manuel Carmelo. Os livros e a leitura: desafios da era digital. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2013. Conferência Internacional de Educação / 2013. Available at:
https://www.ubi.pt/Ficheiros/Noticias/Geral/os_livros_e_a_leitura.pdf. Access in: fev. 24, 2020.
SANTAELLA, Lucia. Desafios da ubiquidade para a educação. Ensino Superior, Campinas, 2013a. Available at: https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/artigos/desafios-da-
ubiquidade-para-a-educacao. Access in: jan. 14, 2018.
SANTAELLA, Lucia. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013b. (Coleção comunicação).
SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.
SOARES, Magda. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, p. 143-160, dez. 2002. Available at: https://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935.pdf. Access in: set. 19, 2019.
WOLF, Maryanne. OK: os desafios da leitura na nossa era. São Paulo: Contexto, 2019.
YUNES, Eliana. Introdução. In: YUNES, Eliana (org.). Pensar a leitura: complexidade. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; são Paulo: Loyola, 2002. p. 9-51.
WEBER, Max. A Política como Vocação. In: WEBER, Max. Ciência e Política, Duas Vocações. São Paulo: Editora Cultrix, 1996. p. 53-124.
Violência: seis reflexões laterais. São Paulo: Boitempo, 2014.
Publicado
2022-04-17