Praticando com representações brutas

Danilo Ulhano Patutti

Resumo


Graças ao ensinamento de Epicteto pude experimentar um inesperado assalto de um modo diferente. Diante da situação haviam apenas duas opções: reagir ou não reagir. Não luto arte marcial, nem defesa pessoal e menos ainda sei manejar armas ou mesmo as possuo. Diante da segurança de si e da tranquilidade com que os assaltantes seguravam suas armas e nos mantinham reféns em nossa própria casa, era bastante claro que eles estavam muito preparados para responder “adequadamente” aos efeitos das suas ações, caso a polícia chegasse ou alguém reagisse. Evidentemente e imediatamente decidi não reagir, e assim concluí, justificando a minha passividade (apenas para não usar como justificativa o fato de estar tremendo de medo).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.