COMUNIDADES QUILOMBOLAS: A FORMAÇÃO DAS COMUNIDADES REMANESCENTES BAIXA DA LAGOA, BAIXA DOS QUELÉS E OLHO D’ ÁGUA, DO MUNICÍPIO DE JEREMOABO (BA)

  • Cauam Francisco Pires Silva Nascimento Graduado em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 - Paripiranga-BA
  • Jôycimara Ferreira Barreto Graduada em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 na cidade de Paripiranga-BA. Pósgraduação em Gestão escolar. Mestranda em História Social pela Universidade Federal de Alagoas.

Resumo

O seguinte artigo tem como objetivo retratar sobre a criação e o processo de desenvolvimento de três Comunidades Quilombolas no município de Jeremoabo-Ba. No decorrer do trabalho foi realizada uma pesquisa de campo utilizando questionários com o objetivo de conhecer a localidade através de conversas com os moradores da região. O intuito da pesquisa é entender sobre a formação e o reconhecimento da Fundação dos Palmares como uma comunidade Quilombola da localidade. Diante da necessidade de conhecer a história local dessa região e do espaço a ser analisado, imagens foram coletadas onde possibilitou fazer uma leitura sobre as comunidades antes e depois de suas transformações. Outros materiais utilizados para desenvolvimento da pesquisa foram instituições que ajudaram na formação profissional dos moradores dessa comunidade, preparando para a vida em sociedade. Assim, esse artigo contribuirá para história tanto da cidade como também para conhecimento local dessas comunidades quilombolas.

Biografia do Autor

Cauam Francisco Pires Silva Nascimento, Graduado em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 - Paripiranga-BA
Graduado em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 - Paripiranga-BA
Jôycimara Ferreira Barreto, Graduada em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 na cidade de Paripiranga-BA. Pósgraduação em Gestão escolar. Mestranda em História Social pela Universidade Federal de Alagoas.
Graduada em História pelo Centro Universitário AGES em 2016 na cidade de Paripiranga-BA. Pósgraduação em Gestão escolar. Mestranda em História Social pela Universidade Federal de Alagoas.
Publicado
2018-11-12