Semelhança de Triângulos e GeoGebra: uma alternativa de ensino por meio de representações dinâmicas

  • Clara Alice Ferreira Cabral Universidade Federal do Pará
  • Talita Carvalho Silva de Almeida UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Resumo

Esse trabalho é um recorte de uma pesquisa qualitativa de mestrado que articulou o GeoGebra às considerações de Raymond Duval referente à Teoria de Registros de Representação Semiótica. O presente estudo trata sobre possibilidades de ensinar o conteúdo semelhança de triângulos a partir de representações dinâmicas utilizando o software educacional GeoGebra. Neste Artigo presentamos uma das oito atividades da sequência original, que teve como objetivo explorar as condições de semelhança entre dois triângulos a partir das concepções e atitudes dos sujeitos, tomando a TRRS como referencial teórico.  Neste viés, o estudo foi aplicado em uma escola pública da rede municipal de Belém, com alunos do 9º ano do ensino fundamental. Como resultados, foram constatados que os sujeitos ao produzirem o significado de suas construções no registro figural são capazes de produzir conjecturas e criar hipóteses que facilitam de sobremaneira a construção dos conceitos e propriedades do conteúdo, para além disso, confirmamos que os recursos tecnológicos educacionais, quando utilizados adequadamente, são instrumentos valiosos para o ensino da matemática, e que os ambientes de representação dinâmica possibilitam aos alunos constatar mais facilmente propriedades do objeto matemático que com outros recursos, como lápis e papel.

Publicado
2020-04-22
Seção
Educação Matemática e Tecnologias Digitais