REFLEXÕES E PROPOSIÇÕES SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Resumo

Reconhecendo o estágio como atividade de pesquisa, este artigo tem como objetivo expor uma experiência sistematizada a partir de uma intervenção de estágio obrigatório elaborada por acadêmicos do curso de Pedagogia de uma universidade pública localizada na região noroeste do Paraná. Fundamentados nos pressupostos da Teoria Histórico-Cultural e da base teórico-metodológica Atividade Orientadora de Ensino, organizamos uma situação desencadeadora de aprendizagem envolvendo os conceitos de medida de massa e comprimento. Os resultados obtidos evidenciaram as manifestações de aprendizagem das crianças e dos acadêmicos a respeito das relações entre as grandezas potencializadas pelas ações educativas propostas.

Biografia do Autor

Edilson de Araújo dos Santos, FFCLRP/Universidade de São Paulo (USP)

Possui graduação em Pedagogia (2017) pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Especialização em Educação Especial (2020) pela Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco. Mestrado em Educação (2020) pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP), vinculada a Universidade de São Paulo (USP).  Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Ensino e Aprendizagem de Matemática na Infância (GEPEAMI/USP) e do Grupo de Pesquisa e Ensino Trabalho Educativo e Escolarização (GENTEE/UEM). Integrante da Oficina Pedagógica de Matemática (OPM/UEM). Atualmente é Professor na rede municipal de educação de Maringá.

Luciana Figueiredo Lacanallo Arrais, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Possui graduação em Pedagogia (1996), Mestrado (2005) e Doutorado (2011) em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professora adjunta do Departamento de Teoria e Prática da Educação (DTP/UEM) na área de Prática de Ensino e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPE/UEM), na linha de pesquisa: Ensino, Aprendizagem e Formação de Professores. Representante docente do conselho acadêmico do PPE/UEM. Membro do conselho municipal de educação de Maringá, PR.Membro da comissão de reestruturação de estágio da Universidade Estadual de Maringá. Coordenadora da Oficina Pedagógica de Matemática (OPM/UEM) que é uma das ações do Grupo de Pesquisa e Ensino Trabalho Educativo e Escolarização (GENTEE/UEM/CNPq). Coordenadora do PIBID projeto Pedagogia Núcleo: Alfabetização. Diretora Auxiliar do Colégio de Aplicação Pedagógica (CAP/UEM). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Avaliação da Aprendizagem; Formação de Professores; Organização do Ensino de Matemática; Metodologia do Ensino de Matemática; e Estágio Supervisionado. 

Diogo Almeida e Silva, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPE) Da Universidade Estadual de Maringá (UEM), na linha de Ensino, Aprendizagem e Formação de Professores. Pós-Graduando em Educação Especial - Transtornos Globais do Desenvolvimento pela Faculdade Dom Bosco. Graduado em Pedagogia pela UEM no Campus Regional de Cianorte (CRC) em 2020. Concluinte do curso Formação de Docentes (2012). Participação no projeto de extensão Brinquedoteca no período de 2017 a 2018 - UEM/CRC. Membro do grupo de estudos "Pedagogias Culturais" no ano de 2019 na UEM/CRC. Realização de Projeto de Iniciação Científica: "Práticas Pedagógicas na Educação Infantil: Música como Linguagem" concluído em 2019 pela UEM/CRC. Membro da Oficina Pedagógica de Matemática (OPM/UEM), Membro do Grupo de Pesquisa e Ensino Trabalho Educativo e Escolarização (GENTEE/UEM/CNPq). Atualmente, Professor/Proprietário da empresa LD PROFESSORES: ASSESSORIA EDUCACIONAL.

Publicado
2022-05-13