UM MODELO EPIDEMIOLÓGICO APLICADO À DISSEMINAÇÃO DA COVID-19

  • Severino da Siva UFCG
  • Jefferson Bezerra UEPB
  • Aldo Lourêdo UEPB
  • Adriano Batista

Resumo

Neste trabalho, adaptamos o bem conhecido e testado modelo epidemiológico compartimental SIR de Kermack e Mckendrick (1927) para modelar a dinâmica de disseminação da COVID-19 no Brasil, bem como nos estados da Paraíba e Sergipe e nas cidades de Campina Grande-PB, Aracaju-SE e em Itabaiana-SE. Validamos o nosso modelo epidemiológico com a comparação com dados oficiais dos números de casos confirmados e de óbitos devidos à pandemia no Brasil, na Paraíba e em Sergipe e nas cidades de Campina Grande-PB, Aracaju-SE e em Itabaiana-SE. Obtivemos ótimos ajustes ao permitirmos a variação temporal
da taxa de contágio, o que reflete a maior ou menor adesão do distanciamento social pelas populações envolvidas.

Palavras chaves: Modelo epidemiológico; COVID-19.

Publicado
2022-08-09