A LEITURA DE IMAGENS COMO MEDIADORA DA INTEGRAÇÃO ENTRE ARTE E MATEMÁTICA: REFLEXÕES E ENCAMINHAMENTOS PEDAGÓGICOS

  • Iran Abreu Mendes Universidade Federal do Pará
  • Cristina Lúcia Dias Vaz Universidade Federal do Pará
  • Edilson dos Passos Neri Junior Universidade Federal do Pará

Resumo

O presente artigo objetiva veicular os resultados parciais de uma pesquisa de doutoramento, cujo escopo é investigar como a Arte e a Matemática se transversalizam e o potencial pedagógico da integração de saberes dessas disciplinas para o ensino e aprendizagem de matemática, materializado nas obras de arte de Almada Negreiros e objeto matemático da curva plana. A proposta de leitura artístico-matemático que apresentamos tem como preceito teórico o conceito de interdisciplinaridade (POMBO, 1993) somado aos de semiótica peirciana a partir de Santaella (2012, 2018), o qual se materializa na leitura da obra "Expulsão de Adão e Eva do Paraíso" (1952), em diálogo com a geometria da espiral áurea. Os resultados apontam que o processo de leitura proposto contribui para um ensino de matemática mais significativo e contextualizado, bem como pode ser adotado como encaminhamento didático, na educação básica e no ensino superior, para o ensino de conceitos e ideias matemáticas, contribuindo para processo de ensino e aprendizagem ativo, inovador e criativo.

Palavras-chave: arte e matemática; Almada Negreiros; curva plana; interdisciplinaridade; semiótica.

Biografia do Autor

Edilson dos Passos Neri Junior, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Matemática pela Universidade Federal do Pará (2010) e mestrado em Ensino pela Universidade Federal do Pará (2019). Atualmente é professor da Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará. É membro do Grupo de Pesquisa Ciência, Tecnologia e Arte e do Grupo de Estudos em Educação, Cultura e Meio Ambiente. Tem experiência na área de Ensino com ênfase em Matemática, Tecnologia Inovadoras no Ensino Superior e Aprendizagem Criativa em Matemática e Arte.

Publicado
2022-08-09