Sobre a Revista

Foco e Escopo

Travessias Interativas é uma revista de letras da Universidade Federal de Sergipe, vinculada ao Departamento de Letras Vernáculas. Seu objetivo é contribuir com a divulgação científica por meio de publicação de textos das duas grandes áreas: linguística e literatura. A principal seção da revista é destinada a artigos de pesquisadores (mestre e doutores). Há uma seção destinada a artigos que resultaram de pesquisa de iniciação científica. Outra seção, ainda, é destinada a resenhas de obras publicadas nos últimos três anos. Sua periodicidade é quadrimestral, com chamadas regulares.

A revista possui qualis B2 (quadriênio 2013-2016). Pela nova avaliação (não oficial), passou a B1.

E-ISSN: 2236-7403

Travessias Interativas is a letter magazine of the Federal University of Sergipe, linked to the Department of Vernacular Letters. Its objective is to contribute to the scientific dissemination through the publication of texts of the two major areas: linguistics and literature. The main section of the journal is devoted to articles by researchers (masters and doctors). There is a section devoted to articles that resulted from scientific initiation research. Another section is also devoted to reviews of works published in the last three years. It´s intended for studentes and researchers in the above areas. Its periodicity is quarterly, with regular calls.

Processo de Avaliação pelos Pares

  1. Todas as contribuições enviadas serão previamente avaliadas pelo Comitê Editorial, que recusará de imediato os trabalhos que desconsiderarem as normas/diretrizes aqui expostas. Com isso, frise-se que a revisão gramatical, de redação, de digitação e de adequação às normas da ABNT é de inteira responsabilidade dos autores, bem como a correta apresentação do texto;
  2. Após a avaliação prévia do Comitê Editorial, os artigos serão submetidos a 2 (dois) pareceristas, que avaliarão às cegas os artigos e, caso haja divergência, a um terceiro avaliador. Terminado o processo de avaliação, cada autor de artigo será notificado e receberá, via e-mail, os pareceres e as cópias (se for o caso) de seu texto, a fim de providenciar os ajustes e as correções sugeridas pelos pareceristas (caso seu trabalho tenha sido aceito para publicação);

3. De posse dos artigos selecionados e corrigidos para publicação, o Comitê Editorial fará uma última revisão nos originais, de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua e o padrão editorial da revista, respeitando, porém, o estilo, o ponto de vista e a opinião dos autores.

O modelo do parecer consta abaixo:

 

Formulário para revisão de originais

 

Prezado parecerista,o formulário a seguir é parte fundamental do processo de publicação de artigos na revista; este tem caráter confidencial e deverá ser encaminhado aos editores no prazo de um mês após o recebimento.

 

DADOS DO PARECERISTA

Nome:

Instituição:

Data de recepção do texto:

Data de entrega do parecer:

 

DADOS DO ARTIGO

Título:

 

 

AVALIAÇÃO

(  ) Publicar

(  ) Publicar com sugestões/correções

(  ) Refazer e submeter a nova avaliação

(  ) Recusar

 

COMENTÁRIOS

  1. 1.      Abordagem temática e relevância do trabalho

 

 

 

 

  1. 2.      Aspectos formais, estruturais e adequação às normas

 

 

 

 

  1. 3.      Metodologia e fundamentação teórica

 

 

 

 

  1. 4.      Desenvolvimento do conteúdo

 

 

 

 

  1. 5.      Outras observações

 

 

 

 

 

Local e data:

 

Periodicidade

Publicação quadrimestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Taxa de processamento

A revista não cobra taxa dos autores para o processamento de seus textos.

Código de Conduta Editorial

Código de Conduta Editorial da Travessias Interativas

Política de Ética em Publicações e Declaração de Procedimentos Impróprios em Publicações 

Este Periódico tem o compromisso com a ética e qualidade de suas publicações.  Padrões de comportamento ético são almejados por todas as partes – atores- envolvidas na publicação em nossa revista como o autor, o editor da revista, o dos revisores, avaliadores ad hoc, membros do conselho científico e editorial. Entre práticas não aceitáveis pela revista é a do Plágio e auto plágio, mudanças somente de títulos em artigos anteriormente publicados, Declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas e outras práticas não desejáveis. 

 Deveres dos Editores: 

 • Decisão de publicação: O editor da revista é responsável por decidir quais dos artigos submetidos à revista devem ser publicados, após a decisão dos avaliadores que são escolhidos pelo método double blind review. O editor é guiado pelas políticas do conselho editorial da revista e em estrita observância aos requisitos legais em matéria de difamação, violação de direitos autorais e plágio. O editor pode consultar o conselho editorial ou colaboradores na tomada de decisões. O Conselho Editorial é constituído por representantes acadêmicos de diferentes instituições de ensino e pesquisa e diversas regiões do país e do exterior. Cabe também a cada membro do conselho editorial a função de ouvidor da comunidade científica atuante na área, garantindo a credibilidade acadêmica e a postura que se espera de uma revista científica. 

• Regras Justas: O editor deve avaliar manuscritos no tocante ao seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, nacionalidade, ou a filosofia política dos autores e sem conflito de interesses. 

• Confidencialidade: O editor e qualquer equipe editorial não devem divulgar quaisquer informações sobre um manuscrito submetido a qualquer outra pessoa, com exceção do próprio autor, revisores, potenciais colaboradores, outros conselheiros editoriais, e do editor, conforme o caso. 

• Divulgação e Conflitos de interesse: O editor não deve usar informações que não tenham sido publicadas em sua própria investigação sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O editor deve se abster de avaliar manuscritos nos quais tenha algum conflito de interesse resultante de relacionamentos competitivos ou colaborativos ou qualquer outro tipo de relacionamento ou conexões com qualquer um dos autores, empresas ou (possivelmente) instituições que estejam ligadas / conectadas aos artigos. O editor não caberá avaliar artigo de sua autoria, mesmo em coautoria. O editor da revista poderá publicar artigos de sua lavra na presente revista, mas que já tenha passado por qualquer sistema de avaliação.

• Participação e cooperação nas investigações: O editor deve tomar medidas de resposta razoáveis quando reclamações éticas foram apresentadas em relação a um manuscrito submetido ou artigo publicado. 

• Erros fundamentais em obras publicadas: Quando um autor descobre um erro significativo ou imprecisão na sua própria obra publicada, é obrigação do autor notificar imediatamente o editor da revista ou editora e cooperar com o editor para retratar ou corrigir o artigo. Através do email da revista. O editor deverá retirar qualquer artigo de publicação da revista, caso o autor assim o deseje e se manifeste, pelo email da revista – travessiasinterativas@yahoo.com.br, no prazo de até 10 dias.  

. O editor poderá aceitar publicação de artigo não inédito contanto que no bojo do mesmo venha indicando a fonte de  sua primeira publicação e a devida autorização do Publisher anterior, sobre tudo quando o artigo tenha sido publicado por meio impresso e comercial; 

Deveres dos Revisores: 

 • Contribuição para a decisão Editorial: A revisão por pares às cegas ajuda o editor na tomada de decisões editoriais e através das comunicações editoriais com o autor pode também auxiliar o mesmo no aperfeiçoamento do artigo. 

• Pontualidade: Qualquer árbitro selecionado que não se sente qualificado para avaliar a pesquisa relatada em um manuscrito ou sabe que a sua imediata revisão será impossível deve notificar o editor e desculpar-se do processo de revisão no prazo de até 15 ( quinze) dias.  

• Padrões de objetividade: Comentários devem ser conduzidos de forma objetiva e os avaliadores devem expressar suas opiniões claramente com argumentos de apoio de acordo com os formulários de avaliação que os mesmos recebem quando do envio às cegas do artigo para avaliar. Quando do envio da decisão editorial e caso o autor queira ter acesso ao formulário de avaliação, este será encaminhando, no entanto sem a identificação do avaliador, por questão de sigilo e ética.

Conselho Editorial

Conselho Editorial

  • Álvaro Hattnher (Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil)
  • Fani Miranda Tabak (Universidade Federal Triângulo Mineiro, Uberaba, São Paulo, Brasil)
  • Mariana Bolfarine (Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis, Mato Grosso, Brasil)
  • Milca Tscherne (Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, Brasil)
  • Nícolas Totti Leite (Universidade Federal de são João del-Rei, São J. Del-Rei, Minas Gerais, Brasil)

Ficha catalográfica

FICHA CATALOGRÁFICA ELABORADA PELA BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

 

 

 

 

 

 

Travessias interativas / Universidade Federal de Sergipe, Departamento de Letras Vernáculas. – Vol. 1, n.1 (2011)-     . – São Cristóvão : UFS, 2011-

 

Semestral

 

ISSN 2236-7403 (online)

 

   1. Literatura. 2. Linguística. I. Universidade Federal de Sergipe. Departamento de Letras Vernáculas.

 

 

CDU 8(051)

 

Política de Governança

Política de Governança

O Conselho Editorial é constituído por representantes acadêmicos de diferentes instituições de ensino e pesquisa e diversas regiões do país e do exterior. Seus membros atuam preferencialmente, mas não exclusivamente, na área da Letras: Linguística e Literatura. Cada membro atua como conselheiro do Comitê Científico e do Editor interpretando e sugerindo aperfeiçoamentos na Política Editorial, divulgando a revista, posicionando-se como árbitro em questões estratégicas do envolvimento da TRAVESSIAS INTERATIVAS no meio acadêmico e profissional. Cada membro assume também a função de ouvidor da comunidade científica atuante na área, garantindo a credibilidade acadêmica e a postura que se espera de uma revista científica. Comitê Científico: trata-se de um colegiado interinstitucional cuja atuação é feita de forma coletiva e democrática. Sua missão é assegurar a credibilidade dos procedimentos editoriais adotados e assumir a responsabilidade científica da revista. O Comitê Científico indica o Editor Científico, que passa a ser seu membro natural. Este comitê deve estar permanentemente ativo no cumprimento das definições gerais da política editorial da revista e também dos procedimentos editoriais previstos, particularmente no que se refere à garantia de consistência e qualidade das publicações. Edições especiais e outras contribuições científicas deverão ser discutidas e definidas por esta instância. É sua atribuição discutir e desenvolver regulamentos próprios para assuntos variados como: normas e formatação de artigos; critérios de avaliação e aceite de textos para publicação; aceite de novos grupos de pesquisa para participar do comitê; aprovação do orçamento; credenciamento de revisores e pareceristas; definição de política de circulação e assinaturas, entre outras matérias. O Comitê Científico não interfere na operação editorial que é de sobre responsabilidade do Editor e sua equipe operacional. Editor Científico: é o responsável pela gestão editorial e pela supervisão da Secretaria Editorial, que opera todo o fluxo de trabalho, com auxílio do sistema Open Journal System – OJS. O Editor Científico tem atuação específica na seleção prévia de artigos encaminhados para a revista, no controle de Plágio e Auto Plagio em várias bases e também na distribuição dos artigos entre os pareceristas (método double blind peer review). O editor científico deve ter uma postura ativa nos trabalhos do Comitê Científico e na articulação de ações do Conselho Editorial. Um fluxograma das atividades do processo de editoração científica está explicitado na plataforma OJS, no item “Sobre/Sobre o Sistema de Publicação Eletrônica de Revistas”.

Histórico do periódico

A revista Travessias Interativas surgiu em janeiro de 2011, tendo sido publicado seu primeiro número em junho deste ano, e pertencia à Associação Faculdade de Ribeirão Preto. Nos dois primeiros volumes, sua proposta era multidisciplinar, atendendo a uma demanda da sua instituição de origem. A partir do terceiro número (2012/1), a Travessias alterou seu status para revista de letras, tendo em vista que seu editor era coordenador do curso de graduação em Letras e os artigos recebidos eram, em sua maioria, ligados a esta área. Dessa forma, passou a contemplar as duas grandes áreas: Linguística e Literatura. Em janeiro de 2018, a revista teve sua transferência de titularidade para a Universidade Federal de Sergipe, estando vinculada ao Departamento de Letras Vernáculas. A transferência se deu porque o editor-chefe, Prof. Dr. Alexandre de Melo Andrade, tinha assumido um cargo de professor efetivo na referida instituição, e, em conformidade com a insituição de origem, e com base nos trâmites legais, realizou os procedimentos de alteração. Assim, seu décimo quinto número, correspondente ao primeiro semestre de 2018, foi publicado pelo atual titular.