NOTAS SOBRE EDUCAÇÃO E A INDÚSTRIA CULTURAL

NOTES ON EDUCATION AND THE CULTURAL INDUSTRY

  • Matheus Marques NUNES UNESP/Araraquara

Resumo

RESUMO: O artigo aborda algumas das conseqüências do progresso tecnológico, implícitas a partir do predomínio da indústria cultural, como é o caso da destruição da experiência através da racionalidade econômica, das transformações na linguagem, na diversão e no maior  isolamento  das  pessoas.  Procura  demonstrar  também  como o o entretenimento, transformado em mercadoria ao alcance de todos, modificou as relações no trabalho e na educação. Relaciona a massificação das pessoas com o efeito do choque e também suas implicações como forma de controle social.

PALAVRAS-CHAVE: Progresso. Educação. Diversão e a indústria cultural.

      

ABSTRACT: The article discusses some of the consequences of technological progress, implied from the predominance of cultural industry, as is the case of the destruction of experience through the economic rationality of the transformations in language, in the fun and the further isolation of the people. Demand also demonstrates how the entertainment, transformed into merchandise to everyone, changed relations in the workplace and in education. Relates the massification of people with the effect of implications as a form of social control.

KEYWORDS: Progress. Education. Fun and cultural industry.

Referências

ADORNO, T. W., HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

______. “Crítica cultural e sociedade”. In: ______. Prismas crítica cultural e sociedade. Tradução de Augustin Wernet e Jorge Mattos Brito de Almeida. São Paulo: Editora Ática, 2001.

BENJAMIN, W. “Sobre alguns temas de Baudelaire”. In: ______. A modernidade e os modernos. Tradução de Arlete de Brito. Rio de Janeiro: Edições Tempo Brasileiro, 2000.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Tradução de Raquel Ramalhete. Rio de Janeiro: Vozes, 2005.

MILLS, W. “O Trabalho”. In: ______. A nova classe média. Tradução de Vera Borda. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

QUEIROZ, E. de. A cidade e as serras. São Paulo: Nova Cultural, 2003.

SENNETT, R. A corrosão do caráter conseqüências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Tradução de Marcos Santarrita Rio de Janeiro: Record, 2005.

TOCQUEVILLE, A. A democracia na América sentimentos e opiniões. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Publicado
2019-03-05