“MITOLORGIAS”: POR DENTRE O TEMPO E O MITO (UMA LEITURA DE POEMAS REUNIDOS DE GERALDO CARNEIRO)

“MYTHORGY”: WITHIN THE TIME AND THE MITH (A READING OF POEMAS REUNIDOS BY GERALDO CARNEIRO)

  • Leonardo Vicente VIVALDO AFARP - Ribeirão Preto/SP

Resumo

RESUMO: A publicação de Poemas reunidos (2010), de Geraldo Eduardo Carneiro, veio para englobar os mais de 36 anos de uma poesia notadamente marcada pelo bom humor e pela ironia – mas que nunca impediu a reflexão. Sendo assim, e considerando que Poemas reunidos já é o resultado de todo um “percurso poético”, não é estranho supor pistas duma Poética – algo que nada tem a ver, necessariamente, com um projeto consciente do poeta, mas, apenas, a evidência de que certas marcas temático-estruturais, com o passar do tempo, acabam ficando cada vez mais nítidas e fortes. Desta forma, ainda que Poemas reunidos deixe tais marcas menos perceptíveis através de sua estruturação, disposta do último para o primeiro livro de Carneiro, é justamente pela inerente concepção mítica do Tempo – que o ritual poético evoca – e das reminiscências de várias imagens e poetas que se fundaria uma possível poética carneiriana: é, pois, pelo Tempo que o Mito e o Homem se (con)fundem, reatualizando aqueles e perpetrando esses, através duma assonância ideal pela figura do poeta por excelência: Orfeu – além de outras tantas figuras mitológicas ou mesmo com tudo isso junto. Em suma: verdadeira “mitolorgia”.

PALAVRAS-CHAVE: Poesia brasileira contemporânea. Tempo e Mito. Orfeu. Geraldo Carneiro.

      

ABSTRACT: The publication of Poemas reunidos (2010), by Eduardo Geraldo Carneiro, came to encompass more than 36 years of poetry notably marked by humor and irony – but it never stopped the reflection. Thus, considering Poemas reunidos as the result of a "poetic journey", it´s not strange to assume clues of a Poetic – something that has nothing to do, necessarily, with a conscious intent of the poet, but only the evidence that certain structural-themed impression, over time, eventually are becoming clearer and stronger. Thus, although Poemas reunidos leave such marks less noticeable through its structuring, disposed from last to first book of Carneiro, it is precisely because of the inherent mythical design of time – that the poetic ritual evokes - and the reminiscences of various images and poets who would institute a possible “carneiriana” poetry: it is therefore through Time that Myth and Man (con) fuse itself, reviving those and perpetrating these, through an ideal assonance by the figure of the poet by excellence: Orpheus – apart from many others mythological figures or even all together. In short: true "mythorgy."

KEYWORDS: Contemporary brazilian poetry. Time and Myth. Orpheus. Geraldo Carneiro.

Referências

ASCHER, Nelson. Defesa e ilustração da modernidade. In CARNEIRO, Geraldo. Folias Metafísicas. Rio de Janeiro. Editora Relume Dumará. 1995, p. 7-9.

CARNEIRO, G. Poemas reunidos. Rio de Janeiro. Editora Nova Fronteira: Fundação da Biblioteca Nacional, 2010.

ELIADE, Mircea. Imagens e Símbolos. Tradução de Maria Adozinda Oliveira Soares. Lisboa. Editora Arcádia.1979.

JESI, Furio. Literatura y mito. Barcelona, Editora Barral. 1972.

Publicado
2019-03-18