ASPECTS OF NATURE AND ROMANTICISM IN THE PHILOSOPHY OF SCHILLER, FICHTE AND SCHELLING

ASPECTOS DA NATUREZA E DO ROMANTISMO NA FILOSOFIA DE SCHILLER, FICHTE E SCHELLING

  • Alexandre de Melo ANDRADE UNESP - Araraquara/SP

Resumo

RESUMO: A filosofia do Romantismo alemão teve profundas ressonâncias na literatura, e sua compreensão nos leva a desvendar aspectos caros à produção romântica, como a abordagem da natureza, a transcendência e a liberdade. Este artigo discute, em linhas gerais, o pensamento de três grandes filósofos alemães – F. Schiller, J. G. Fichte e F. W. J. Schelling –, mapeando algumas de suas principais contribuições para o Romantismo.

PALAVRAS-CHAVE: Romantismo. Filosofia. Natureza. Transcendência.

      

ABSTRACT: The philosophy of German Romanticism had deep resonances in the literature, and its understanding leads us to unveil the important aspects to romantic production, as the approach to nature, transcendence and freedom. This article discusses, in general, the thought of three great German philosophers - F. Schiller, J. G. Fichte and F. W. J. Schelling - mapping out some of its major contributions to Romanticism.

KEYWORDS: Romanticism. Philosophy. Nature. Transcendence.

Referências

ÁLVARES DE AZEVEDO, M. A.. Macário. In: ______. Obra completa. Org. Alexei Bueno. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 2000. p. 505-562.

BORNHEIM, G. Filosofia do Romantismo. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1993. p. 75-111.

FICHTE, J. G. A doutrina-da-ciência de 1794 e outros escritos. Trad. Rubens Rodrigues Torres Filho. 3 ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

GOETHE, J. Fausto. São Paulo: Martin Claret, 2007.

GONÇALVES, M. C. F. Filosofia da natureza. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

MELO E SOUZA, R. de. Poesia e filosofia no Romantismo. In: JUNQUEIRA, I. (coord.) Escolas literárias no Brasil. Rio de Janeiro: ABL, 2004. p. 301 – 341.

PHILONENKO, A. J. G. Fichte. In: CHÂTELET, F. (Org.). A filosofia e a história – de 1780 a 1880. Trad. Guido de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981. p. 63-92.

______. F. W. J. Schelling. In: CHATELÊT, F. (Org). A filosofia e a história – de 1780 a 1880. Trad. Guido de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981. p. 93-123.

ROSENFELD, A. Aspectos do Romantismo alemão. In: ______. Texto / Contexto. 4ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1985. p. 147-171.

______. Romantismo e Classicismo. In: GUINSBURG, J. O Romantismo. São Paulo: Perspectiva, 1993. p. 261-274.

SCHELLING, F. W. J. Ideias para uma filosofia da natureza. Trad. Carlos Morujão. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2001.

SCHILLER, F. A educação estética do homem. Trad. Roberto Schwarz e Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 1995.

______. Poesia ingênua e sentimental. Trad. Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 1991.

VOLOBUEF, K. Frestas e Arestas. A prosa de ficção do Romantismo na Alemanha e no Brasil. São Paulo: Fundação Editora da UNESP (FEU), 1999. p. 35 a 155.

Publicado
2019-03-18