LINGUÍSTICA DA INTERNET

  • Flávia Danielle Sordi Silva MIRANDA AFARP/UNIESP

Resumo

As até pouco tempo denominadas “novas tecnologias” ainda não podem ser qualificadas como “velhas tecnologias”, contudo, já perderam a adjetivação relativa à novidade, passando a integrar o cotidiano da vida social dos indivíduos em todo o mundo. Se, a princípio, elas causaram grande impacto, dividindo a recepção que tiveram entre “entusiastas e oponentes” (BUCKINGHAM, 2010, p. 42), hoje, anos depois de seu surgimento e proliferação nas esferas de atividades humanas (em especial, pensando no contexto brasileiro, onde adentraram desde o final do século XX), as tecnologias digitais parecem ter adquirido um locus próprio, embora ainda em desenvolvimento e expansão, diante de tantos modos de comunicação e ambientes digitais emergentes...

Referências

BUCKINGHAM, D. Cultura digital, educação midiática e o lugar da educação. Educ. Real. v. 35. nº. 3, pp. 37-58, 2010.

SHEPHERD, Tânia G.; SALIÉS, Tânia G. (Orgs.). Linguística da Internet. São Paulo: Contexto, 2013.

Publicado
2019-03-24