DA NOVELA CLARICEANA À REDE TELEVISIVA: A ADAPTAÇÃO DE A HORA DA ESTRELA EM CENA ABERTA

FROM CLARICE LISPECTOR’S NOVEL TO THE TV NETWORK: THE ADAPTATION OF A HORA DA ESTRELA IN CENA ABERTA

  • Camila Chernichiarro de Abreu CORRÊA UnB - Brasília/DF

Resumo

RESUMO: Esse ensaio discutirá os contornos estéticos da adaptação d‟A hora da estrela, de Clarice Lispector, no programa televisivo Cena Aberta, criado por Arraes, Furtado e Casé em 2003. O objetivo é refletir como a arte literária é transposta para a televisão e como a representação popular se dá no ambiente comercial do maior veículo de comunicação de massa do Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Adaptação. Televisão. Literatura brasileira. Clarice Lispector.

      

ABSTRACT: This essay will discuss the aesthetic shapes of Open Scene, a television adaptation – created by Arraes, Furtado and Casé, in 2013 – from The hour of the star, by Clarice Lispector. The aim is to reflect on how the literary art is transposed to television and on how the popular representation happens in the commercial environment of the greatest mass communication vehicle in Brazil.

KEYWORDS: Adaptation. Television. Brazilian literature. Clarice Lispector.

Referências

ARRAES, Guel & FURTADO Jorge. Roteiro de Cena aberta: A hora da estrela. Porto Alegre: Casa de Cinema de Porto Alegre, 2003. Disponível em: <http://www.casacinepoa.com.br/port/roteiros/horaestr.txt>.

BASTOS, Hermenegildo. O custo e o preço do desleixo: trabalho e produção n’A hora da estrela. Disponível em Revista brasileira de literatura comparada, n.6. Rio de Janeiro: Abralic, 2002.

BUCCI, Eugênio (Org.). A TV aos 50: criticando a televisão brasileira no seu cinquenterário. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2000.

CAMPOS, Haroldo de. Metalinguagem. São Paulo: Cultrix, 1976.

DINIZ, Thais Flores Nogueira. Literatura e Cinema: da semiótica à tradução. Ouro Preto: Editora UFOP, 1999.

KEHL, Maria Rita. Imaginar e pensar. In: NOVAES, Adauto (Org.). Rede imaginária: televisão e democracia. São Paulo: Companhia das Letras, Secretaria Municipal de Cultura, 1991.

LISPECTOR, Clarice. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

MOUSINHO, Luiz Antonio. A Cena Aberta: mimeses, literatura, ficção audiovisual. In: Intermidias, ano 4, no 8, 2008. Disponível em: <http://intermidias.com/txt/ed9/acena.pdf>.

RODRIGUES DA SILVA, Rosana. Clarice Lispector, Rodrigo SM e Macabéa: no limiar da ficção. Brasília: Revista Cerrados/POSLIT, Vol.1, N.1, 1992. Disponível em: <http://www.telunb.com.br/revistacerrados/index.php/revistacerrados/article/view/20>.

SEREZA, Haroldo. Cena Aberta. Estado de São Paulo, 20/11/2003. Disponível em: <http://www.casacinepoa.com.br/osfilmes/realiza%C3%A7%C3%A3o/s%C3%A9ries-de-tv/cena-aberta/hora-da-estrela>.

TEIXEIRA, Rodrigo. Estréia de “Cena Aberta” não empolga. Terra online, 23 de novembro de 2003. Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/imprime/0,,OI218311-EI1118,00.html>.

Publicado
2019-03-24