NO CORAÇÃO DAS TREVAS: SOLIDÃO, INDIVIDUALIZAÇÃO E PROGRESSO

IN THE HEART OF DRAKNESS: LONELINESS, INDIVIDUALIZATION AND PROGRESS

Resumo

RESUMO: O artigo pretende uma leitura de dois textos de Joseph Conrad: Um posto avançado do progresso e, sobretudo, Coração das trevas. Pretendemos enfatizar o processo de individualização e solidão de indivíduos que são constantemente forçados a assumir papeis que são determinados por um modelo de civilização que se impõem com a modernidade. Reforçamos com a nossa abordagem as contradições que marcam a construção da individualidade num período avançado da modernidade.

PALAVRAS-CHAVES: Conrad. Solidão. Individualização. Progresso. Civilização.

 

ABSTRACT: The article intends to read two texts by Joseph Conrad: An outpost of progress and, above all, the heart of Darkness. We intend to emphasize the process of individualization and loneliness of individuals who are constantly forced to take on roles that are determined by a model of civilization that impose on modernity. We reinforce with our approach the contradictions that mark the construction of individuality in an advanced period of modernity.

KEYWORDS: Conrad. Solitude. Individualization. Progress. Civilization.

Biografia do Autor

Matheus Marques NUNES, Universidade Estadual Paulista - UNESP/Araraquara
Doutor em Sociologia pela Universidade Paulista (UNESP- Campus Araraquara). Pós-doutorado em Teoria literária (UNESP- Campus Araraquara). Professor titular da Universidade Paulista (UNIP- Campus Ribeirão Preto). Email:  matheusmarquesnunes@gmail.com.  ORCID:  https://orcid.org/0000-0002-8957-8938.

Referências

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitário, 2007.

BALZAC, Honoré de. O pai Goriot. Tradução de Jean Melville. São Paulo: Martin Claret, 2004.

CANDIDO, Antonio. “Catástrofe e sobrevivência”. In: Tese e antítese. São Paulo: Ouro sobre azul, 2012.

CONRAD, Joseph. Coração das trevas. Tradução de Sergio Flaksman. São Paulo: Companhia das Letras, 2008a.

______. “Um posto avançado do progresso”. In: Coração das trevas. Tradução de Sergio Flaksman. São Paulo: Companhia das Letras, 2008b.

FITZCARRALDO. Direção de Werner Herzog. Intérpretes: Klaus Kinski; Claudia Cardinale; José Lewgoy e outros. Alemanha/Peru, 1982. 1 DVD (157 min). Coleção Folha de Cinema Europeu.

HOBSBAWM, Eric. A era dos impérios 1875-1914. Tradução Siene Maria Campos e Yolanda Steidel de Toledo. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

SAID, EDWARD W. Cultura e imperialismo. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

Publicado
2019-12-01