ÁLVARES DE AZEVEDO: NOVAS PERSPECTIVAS

Palavras-chave: Álvares de Azevedo, Crítica contemporânea, Perspectivas

Resumo

Apesar de bem estabelecido na historiografia e na crítica brasileira, não se pode deixar de reconhecer que Álvares de Azevedo ainda ocupa em nossa literatura uma posição estranha, junto a outros de seu tempo, como o baiano Junqueira Freire. Cânone anticânone, se pensarmos que, desde sua primeira recepção ainda no século XIX, não raras vezes foi notada sua posição de jovem poeta, morto precocemente, especialmente alheio ao nacionalismo que se diria impositivo sobre nossa literatura romântica. É possível notar que as tentativas de leitura do poeta, para os não especializados em sua obra ou mesmo nos debates do seu tempo, causem alguma desestabilização, a ponto de notarmos talvez uma espécie de sestro idiossincrático ou certo isolamento deliberado ante os intelectuais coevos...

Biografia do Autor

Júlio Cezar Bastoni da SILVA, Universidade Federal do Ceará - UFC

Doutor em Estudos Literários pela Unesp-Araraquara; Professor de Literatura Brasileira; Departamento de Literatura, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará (UFC), Ceará, Brasil.

Referências

WERKEMA, Andréia Sirihal (Org.). “Cuidado, leitor”: Álvares de Azevedo pela crítica contemporânea. São Paulo: Alameda, 2021.

Publicado
2021-07-27
Seção
RESENHA (DOSSIÊ - ÁLVARES DE AZEVEDO: REVISÃO CRÍTICA)