A MELANCOLIA DO EXÍLIO NO CONTO LOS INMIGRANTES, DE HORACIO QUIROGA

THE MELANCHOLY OF EXILE IN HORACIO QUIROGA’S SHORT STORY LOS INMIGRANTES

Gustavo Javier FIGLIOLO

Resumo


RESUMO: O objetivo deste trabalho é identificar as marcas enunciativas da categoria da melancolia, conforme proposta pela Teoria Psicanalítica freudiana, na narrativa do conto Los inmigrantes, do escritor uruguaio Horacio Quiroga. Nota-se que boa parte da narrativa quiroguiana está focada na temática da morte com suas personagens sucumbindo de maneira trágica e inesperada e diversas vezes sem motivo aparente; há um “deixar-se morrer” que aparece com notável insistência. A leitura aqui abordada pretende mostrar como esses derradeiros atos da vida são originados pela melancolia das personagens, estados de alma melancólicos patológicos causados pela perda do objeto de desejo, pelo deslocamento desse objeto de desejo ao eu que, através da ambivalência emocional do binômio amor-ódio, causará essa morte como destino inevitável.

PALAVRAS-CHAVE: Morte. Melancolia. Psicanálise.



ABSTRACT: This paper aims to identify the enunciation marks of melancholy cathegory, as proposed by Freudian Psichoanalytic Theory, in Horacio Quiroga’s short story Los Inmigrantes. It is remarkable that a good part of Quiroga’s narrative focus the theme of death with their characters succumbing in a tragic and unexpected way and sometimes with no apparent reason; there is a “let us die” that appears with remarkable insistence. This analisys aims to show how those final acts of lives are originated by the melancholy of the carachters, pathological mood states caused by the loss of the object of desire, by the displacement of that object to the ego that, through emotional distress of the love-hate binomial, will cause that death as unavoidable destination.

KEYWORDS: Death. Melancholy. Psychoanalysis.


Referências


ACEREDA, Alberto. Del criollismo a la urgencia existencial. Fatalidad y angustia en tres cuentos de Horacio Quiroga. Revista Castilla: Estudos de literatura. Madrid, v. 26, p. 7-18, 2001.

ARAÚJO, Joel Gonçalves. António Vieira, entre o Degredo e a Pátria: Percursos de Saudades. Coimbra: Universidade de Coimbra Faculdade de Letras, 2010.

BÍBLIA SAGRADA. Português. Tradução João Ferreira de Almeida. Rio de Janeiro: Royal Bible, 1997. 338páginas.

BIRMAN, Joel. Arquivos do mal-estar e da resistência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

DARWIN, Charles. A origem do Homem e a Seleção Sexual. Rio de Janeiro: Hemus Editora, 1974.

FREUD, Sigmund. Rascunho E. Como se origina a angústia [1894]. Edição Standard Brasileira (ESB) das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Vol. I. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

______. Projeto para uma psicologia científica [1895-1950]. Edição Standard Brasileira (ESB) das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Vol. I. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

______. Totem e tabu [1913] Edição Standard Brasileira (ESB) das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Vol. XIII. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

GARCIA-ROZA, Luis Alfredo. Freud e o inconsciente. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

GRINBERG, León; GRINBERG, Rebeca. Psicoanálisis de la migración y del exilio. Madrid: Alianza Editorial, 1982.

KRISTEVA, Julia. Sol negro. Tradução Carlota Gomes. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

MANNONI, Maud. O nomeável e o inomeável. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

MONTAÑEZ, Amanda Pérez. Vozes do exílio e suas manifestações nas narrativas de Julio Cortázar e Marta Traba. Londrina: EDUEL, 2013.

PERES, Urania Tourinho. Depressão e melancolia. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

QUEIROZ, Maria José de. Os males da ausência. Rio de Janeiro: Top Books, 1998.

QUIROGA, Horacio. Cuentos. Caracas: Biblioteca Ayacucho, 2004.

ROUDINESCO, Elisabeth; PLON, Michel. Dicionário de Psicanálise. Tradução Vera Ribeiro, Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

SAID, Edward. Cultura e imperialismo. Tradução Denise Bottmann. SãoPaulo: Cia das Letras, 1999.

______. Reflexões sobre o exílio e outros ensaios. Tradução Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases indexadoras:

CiteFactor - Academic Scientific JournalsCZ3 - Elektronische Zeitschriftenbibliothek Plataforma Sucupira

Portal brasileiro de publicações científicas em acesso aberto Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras LIVRE - Revistas de livre acesso Google Acadêmico

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.