O MITO CLÁSSICO COMO FONTE LITERÁRIA: O RETORNO DE PÍRAMO E TISBE EM JOGOS VORAZES DE SUZANNE COLLINS

THE CLASSICAL MYTH AS LITERARY SOURCE: THE RETURN OF PYRAMUS AND THISBE IN THE HUNGER GAMES BY SUZANNE COLLINS

Guilherme Augusto Louzada Ferreira de MORAIS

Resumo


RESUMO: Este trabalho dedica-se a evidenciar como Suzanne Collins, autora do romance Jogos vorazes (2010), utilizou elementos da mitologia greco-romana para compor partes significativas de sua obra, formando, assim, uma cadeia intertextual entre a Literatura Clássica e a Contemporânea. Para além de todos os mitos resgatados, atentar-nos-emos, mais especificamente, ao mito de Píramo e Tisbe, registrado literariamente por Ovídio em suas Metamorfoses, um dos precursores da afamada peça de teatro Romeu e Julieta, de Shakespeare. Pelo viés estilístico da intertextualidade, Collins (2010) recupera um mito e o transforma em algo adaptado à nova situação em que é inserido, favorecendo a intersecção entre mito e literatura e presentificando a Antiguidade Clássica na Atualidade.

PALAVRAS-CHAVE: Jogos vorazes. Suzanne Collins. Píramo e Tisbe. Ovídio. Intertextualidade.

 

ABSTRACT: This work focuses on how Suzanne Collins, author of the novel The Hunger Games(2010), used elements of Greco-Roman mythology to compose significant parts of her work, thus forming an intertextual chain between Classical and Contemporary Literature. In addition to all the myths the author rescued, we will study more specifically the myth of Pyramus and Thisbe, recorded literarily by Ovid in his Metamorphoses, one of the precursors of Shakespeare’s famous play Romeo and Juliet. Through the intertextual approach, Collins (2010) recovers a myth and transforms it into something adapted to the new situation in which it is inserted, favoring the intersection between myth and literature and bringing back the Classical Antiquity to the Present.

KEYWORDS: The Hunger Games. Suzanne Collins. Pyramus and Thisbe. Ovid. Intertextuality.


Referências


BANDELLO, M. Romeu e Julieta. Trad. Claudionor A. de Mattos. 5. ed. São Paulo: Paulus, 1988.

CAMPBELL, J. O mito e o mundo moderno. In: . O poder do mito. Trad. Carlos Fe- lipe Moisés. São Paulo: Palas Athenas, 1990. p. 14-48.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 12. ed. São Paulo: Ática, 2000.

COLLINS, S. Jogos vorazes. Trad. Alexandre D’Elia. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Lei- tores, 2010.

ELIADE, M. Mito e realidade. 6. ed. Trad. Pola Civelli. São Paulo: Perspectiva, 2002.

GENETTE, G. Palimpsestos, a literatura de segunda mão. Trad. Cibele Braga et alli. Edições Viva Voz, Belo Horizonte, 2010.

HAMILTON, E. Mitologia. Trad. Jeferson L. Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

OLIVEIRA, E. Romeu e Julieta na história da literatura ocidental. In: IX Seminário Internacional de História da Literatura, 2011, Porto Alegre. Porto Alegre: PUCRS, 2011, p. 995- 1004. Disponível em: <http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/Ebooks/Web/978-85-397-0198-8/Trabalhos/29.pdf> Acesso em 7 de dezembro de 2016.

OVÍDIO. Metamorfoses. Trad. Vera Lúcia Leitão Magyar. São Paulo: Madras, 2003.

RAMOS, M. C. T. MORAIS, G. A. L. F. Os mitos em Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare. Roda da Fortuna. Revista Eletrônica sobre Antiguidade e Medievo,v. 4, n. 2, p. 315-326. 2015. Disponível em: <http://media.wix.com/ugd/3fdd18_02e8f0b50cc04f16834f178eb58b6b6a.pdf>. Acesso em 7 de dezembro de 2016.

RODA, R. R. Mitologia dantesca: a referência aos mitos greco-romanos na Divina Comédia peloviés da (re)criação poética de Dante Alighieri. 2012. 169 f. Dissertação (Mestrado em Teoria da Literatura) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto.

SAMOYAULT, T. A intertextualidade. Trad. Sandra Nitrini. São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2008.

SHAKESPEARE, W. Romeu e Julieta. Trad. Beatriz Viégaz-Faria. Porto Alegre: L&PM, 2015.

VIEIRA, B. V. G. e THAMOS, M. (Org.) Permanência Clássica: visões contemporâneas da antiguidade greco-romana. São Paulo: Escrituras Editores, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases indexadoras:

CiteFactor - Academic Scientific JournalsCZ3 - Elektronische Zeitschriftenbibliothek Plataforma Sucupira

Portal brasileiro de publicações científicas em acesso aberto Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras LIVRE - Revistas de livre acesso Google Acadêmico

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.