Há algo de podre na vingança: Hamlet segundo a filosofia de René Girard

  • Marco Antônio S. Monteiro Universidade Católica de Petrópolis - UCP
Palavras-chave: Shakespeare, Girard, Vingança, Teoria mimética, Hamlet

Resumo

René Girard apresentou-nos uma instigante interpretação sobre Hamlet de Shakespeare, na qual ele afirma que a emoção essencial trabalhada na peça é a repulsa pela ética da vingança. A partir dessa perspectiva, o presente artigo pretendeu fazer uma breve investigação sobre os principais elementos da filosofia girardiana, aplicando o seu método para explicar certos aspectos narrativos da obra de Shakespeare e a forma como o autor trabalhou a questão da vingança nessa peça. Foram abordadas a teoria mimética de Girard e o sacrifício do bode expiatório, dois elementos que, segundo o pensador francês, estão presentes por toda a obra shakespeariana. Através do método qualitativo dedutivo, observou-se que a visão girardiana sobre Hamlet merece uma atenção especial, pois evidencia os riscos da adoção da ética da vingança que o protagonista tentou de todas as formas evitar, ao perceber que ela é apenas um meio de se perpetuar a violência.

Referências

ANDRADE, Gabriel. René Girard: Um Retrato Intelectual. Trad. Carlos Nougué. São Paulo: É Realizações Editora. 2011.

ARISTÓTELES. Poética. Trad. Edson Bini. São Paulo: Edipro, 2018.

ARISTÓTELES. Retórica. 4ª ed. Trad. Edson Bini. São Paulo: Edipro, 2014.

BACON, Francis. Ensaios. 2ª ed. Trad. Edson Bini. São Paulo: Edipro, 2015.

CASTRO ROCHA, João Cezar de. Figurações da Mímesis em Shakespeare e Girard. In: Shakespeare: Teatro da Inveja. São Paulo: É Realizações Editora. 2010.

ELIOT, Thomas Sterns. Hamlet e Seus Problemas. In: SHAKESPEARE, William. Hamlet. Trad. Lawrence Flores Pereira. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2020.

GAMA, Natália. Em Dueto: Proust e Girard. Revista Garrafa [Online], v. 8, n. 24, p. 1-9, 2010. Disponível em: <https://revistas.ufrj.br/index.php/garrafa/article/view/7383>. Acesso: 01 jul. 2021.

GIRARD, René. A Rota Antiga dos Homens Perversos. Trad. Tiago José Risi Leme. São Paulo: Paulus. 2014.

GIRARD, René. A Violência e o Sagrado. 3ª ed. Trad. Martha Conceição Gambini. São Paulo: Paz e Terra. 2008a.

GIRARD, René. Coisas Ocultas Desde a Fundação do Mundo. Trad. Martha Conceição Gambini. São Paulo: Paz e Terra. 2008b.

GIRARD, René. Mentira Romântica e Verdade Romanesca. Trad. Lilia Ledon da Silva. São Paulo: É Realizações Editora. 2009.

GIRARD, René. O bode expiatório. Trad. Ivo Storniolo. São Paulo: Paulus, 2004.

GIRARD, René. Shakespeare: Teatro da Inveja. Trad. Pedro Sette-Câmara. São Paulo: É Realizações Editora. 2010.

GOLSAN, Richard J. Mito e Teoria Mimética: Uma Introdução ao Pensamento Girardiano. São Paulo: É Realizações Editora. 2014.

KANT, Immanuel. Metafísica dos Costumes. 5ª Reimpressão. Petrópolis: Editora Vozes, 2020.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano, demasiado humano: Um Livro Para Espíritos Livres, volume II. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras. 2017.

SHAKESPEARE, William. Hamlet. Trad. Lawrence Flores Pereira. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2020.

Publicado
2022-01-15
Seção
Artigos