O caminho da nova mulher, de Noe Itō

  • Raíssa Nunes Costa Universidade de Tsukuba / Japão
Palavras-chave: Traduções, Nova mulher, Noe Itō

Resumo

Em seu texto “What I believe”, de 1908, a autora e ativista anarquista Emma Goldman escreve: “A história do progresso é escrita no sangue de homens e mulheres que ousaram abraçar causas impopulares, como, por exemplo, o direito do homem negro a seu corpo e o direito da mulher a sua alma”. A ideia de que o progresso só se alcança com luta e dor daqueles que se atrevem a andar para além dos limites socialmente impostos, expressa por Goldman, é o assunto do texto “O caminho da nova mulher”, de Noe Itō, aqui traduzido. Nele é possível enxergar marcas da influência das ideias de Goldman, sabidamente uma das principais inspirações da autora japonesa...

Referências

GOLDMAN, Emma. What I believe. The New York World. New York, 19 jul. 1908 (Retrieved on March 15th, 2009 from dwardmac.pitzer.edu.). Disponível em: https://theanarchistlibrary.org/library/emma-goldman-what-i-believe.

Itō, Noe. Atarashiki onna no michi. Seitō. Volume 3, apêndice n. 1, número de janeiro, 1913. Disponível em: https://www.aozora.gr.jp/cards/000416/files/56232_54993.html.

Publicado
2022-01-15
Seção
Traduções