Loucura e Arte: vias desviantes de construção política

  • Tania Rivera Universidade Federal Fluminense

Resumo

O ensaio examina as relações entre loucura e arte pela chave do delírio como construção de novas realidades, singulares porém compartilháveis no campo cultural. Assumindo a dimensão propositiva de toda reflexão, ele explora algumas obras presentes na Exposição Lugares do Delírio, buscando ressaltar o alcance político desta operação.

Biografia do Autor

Tania Rivera, Universidade Federal Fluminense
Tania Rivera é ensaísta, psicanalista e professora do Departamento de Arte e da Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutora em Psicologia pela Université Catholique de Louvain, Bélgica, realizou Pós-Doutorado em Linguagens Visuais na Escola de Belas-Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autora dos livros Arte e Psicanálise (2002), Guimarães Rosa e a Psicanálise (2005) e Cinema, Imagem e Psicanálise (2008, todos por Jorge Zahar Editor), Hélio Oiticica e a Arquitetura do Sujeito (2012, Editora da UFF) e O Avesso do Imaginário. Arte Contemporânea e Psicanálise (2013, CosacNaify), que recebeu o prêmio Jabuti na categoria psicologia/psicanálise. Curadora da exposição Lugares do Delírio (Museu de Arte do Rio, 2017). Dirigiu, entre outros, o vídeo Ensaio sobre o Sujeito na Arte Contemporânea Brasileira (2012).
Publicado
2021-05-11
Seção
Dossiê Rede Interamericana de Pesquisa em Psicanálise e Política