Queimar Desertos

  • Ana Costa

Resumo

O artigo propõe uma diferença entre narcisismo das pequenas diferenças e uma lógica da segregação. Analisa a organização de sociedade proposta em Farenheit 451 como exemplo de uma estrutura de segregação. Retoma os supostos freudianos desenvolvidos no texto sobre psicologia das massas, relendo à luz de conceitos lacanianos desenvolvidos no texto sobre a ética da psicanálise. O artigo trata também da dificuldade do luto na lógica da segregação.

Publicado
2021-01-10
Seção
Dossiê Rede Interamericana de Pesquisa em Psicanálise e Política