O ENSINO DAS PRÁTICAS DE ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO ÉTNICO-RACIAL E SOBRE DIVERSIDADE DE GÊNERO FRENTE À FORMAÇÃO DO (A) BIBLIOTECÁRIO (A)

Erinaldo Dias Valério, Raimunda Fernanda Santos

Resumo


Objetiva estudar acerca da importância do ensino das práticas de organização e tratamento da informação étnico-racial e sobre diversidade de gênero frente à formação do(a) Bibliotecário(a). Objetiva especificamente: analisar as propostas pedagógicas dos componentes curriculares obrigatórios dos cursos de Biblioteconomia do Norte e Nordeste do Brasil; verificar se questões sobre raça e gênero são contempladas no
conteúdo programático desses componentes curriculares. Discute acerca da importância do compromisso desse(a) profissional organizar, representar e disseminar adequadamente a informação étnico-racial e sobre diversidade de gêneros, atendendo assim as necessidades informacionais e os interesses de busca dos(as) diversos(as) usuários(as) em sistemas de recuperação da informação. Apresenta uma discussão crítica realizada mediante um estudo de caráter bibliográfico e exploratório sobre o ensino da ética nas práticas de representação do conhecimento– temática pouco discutida na literatura da Biblioteconomia e Ciência da Informação. Conclui enfatizando a necessidade de formar profissionais da informação capacitados (as) para criar instrumentos, processos e produtos inclusivos que contemplem grupos e temas sem inclinações, desvios ou preconceitos no âmbito da Organização e Representação da Informação.

Palavras-chave


Organização e Tratamento da Informação; Informação étnico-racial; Gêneros. Formação profissional

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Mirian Albuquerque; SANTANA, Vanessa Alves. Práticas de Organização e representação da informação étnico-racial em bibliotecas universitárias: necessidade de preservação da memória de negros. RICI: R. Ibero-amer. Ci. Inf. Brasília, v. 6, n.2, p.17-36, ago./dez. 2013.

MILANI, Suellen Oliveira. Biases na representação de assunto: uma perspectiva a partir da literatura internacional de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Brazilian Journal Information, v. 9, n. 1, p. 1-18, 2015. Disponível em:

. Acesso em: 29 mar. 2018.

OLIVEIRA, Henry Poncio Cruz de. Afrodescendência, memória e tecnologia: uma aplicação do conceito de informação etnicorracial ao projeto “A Cor da Cultura”. 2010. 138 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2010.

OLSON, Hope A. “The power to name: representation in library catalogs”. Journal of Women in Culture and Society, v. 26, n.1, p.639-668, 2001.

______. The power to name: Locating the limits or subject representation in libraries. Dordrecht: Kluwer Academic Publisher, 2002.

SANTOS, Raimunda Fernanda dos et al. A Representação Colaborativa da Informação e a construção de Linguagens Documentárias sobre Diversidade de Gêneros: análise das contribuições do Dicionário de Gêneros -“só quem sente pode definir”. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017. Marília,SP. Anais eletrônicos... Marília, SP: UNESP, 2017. Disponível em:

. Acesso em: 28 mar. 2018.




DOI: https://doi.org/10.33467/conci.v1i2.10278

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Convergências em Ciência da Informação



CONVERGÊNCIAS EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - CONCI

Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFS)

Campus São Cristóvão, Cidade Universitária “Prof. José Aloísio de Campos”. 

Av. Marechal Rondon, s/n. Prédio CCSA 1 - Sala 5. Bairro Jardim Rosa Elze. São Cristovão/SE. CEP: 49.100-000

E-ISSN - 2595-4768


Revista membro:

 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA): 

 

Licença Creative Commons

Os trabalhos originais publicados na revista Convergências em Ciência da Informação estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.