ESTUDO DE CASO DA DISCIPLINA GÊNERO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Daniella Alves, Fernanda Silva Costa, Laelson Felipe da Silva, Gisele Rocha Cortes, Edvaldo Carvalho Alves

Resumo


Apresenta a experiência da disciplina Gênero em Ciência da Informação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), oferecida pelo Departamento de Ciência da Informação, que teve como público-alvo os (as) alunos (as) de graduação em Biblioteconomia e Arquivologia. Tem como problemática apreender a visão dos (as) alunos (as) sobre o significado da disciplina em sua formação. Assim, pretende, por meio dos objetivos específicos, apresentar um breve perfil dos (as) discentes que cursaram a disciplina e a ótica dos (as) mesmos (as) a respeito da influência da disciplina em sua formação, no quesito ensino-aprendizagem, teorias e metodologias, e sua contribuição para a construção de conhecimento sobre as teorias de gênero e a Ciência da Informação. Para a coleta de dados, foi utilizado o questionário eletrônico enviado por e-mail para os sujeitos da pesquisa. A análise/interpretação alicerçou-se nos conceitos constitutivos do referencial teórico. Foi possível constatar como a disciplina foi apreendia pelos alunos como necessária para as suas formações, principalmente, no que diz respeito ao entendimento da natureza social da categoria gênero e de sua imbricação com a Ciência da Informação.

Palavras-chave


Ciência da Informação; Estudo de Gênero

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, E. C.; TAVERES, D. W. S. Olhares transversos: representações sociais dos alunos de arquivologia e biblioteconomia da UFPB sobre o curso e a profissão arquivista. Biblionline, v. 6, n. esp., 2011.

CARNEIRO, S. Enegrecer o feminismo: a situação da mulher negra na América Latina a partir de uma perspectiva de gênero. Takano Editora, 2003

CNPQ. GEPSI - Grupo de Estudo e Pesquisa em Sociologia e Informação. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

CÔRTES, G. R.; ALVES, E. C.; SILVA, L. K. B. R. Mediação da informação e violência contra mulheres: disseminando dados quantitativos no centro estadual de referência da mulher Fátima Lopes. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 8, n. 2, p. 3-1, 2015.

CRIPPA, G. O pensamento da diferença e a mediação da informação institucional em bibliotecas públicas: considerações teóricas sobre mediação de gênero. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 4, n. 1, 2011.

LOURO, G. L. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-Posições, v. 19, n. 2, p. 17-23, ago. 2008

MARTELETO, R. M. Jovens, violência e saúde: construção de informações nos processos de mediação e apropriação de conhecimentos. RECIIS: R. Eletr. de Com. Inf. Inov. Saúde, Rio de Janeiro, v. 3, n. 3, p. 17-24, set. 2009.

SANTOS, R. N. R.; TARGINO, M. G.; FREIRE, I. M. A temática diversidade sexual na Ciência da Informação: a perspectiva da responsabilidade social. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, v. 4, n. 1, p. 114-135, 2017.

SCOTT, J. Gênero: Uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, v.20, n. 2, jul./dez., 1995.




DOI: https://doi.org/10.33467/conci.v1i2.10279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Convergências em Ciência da Informação



CONVERGÊNCIAS EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - CONCI

Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFS)

Campus São Cristóvão, Cidade Universitária “Prof. José Aloísio de Campos”. 

Av. Marechal Rondon, s/n. Prédio CCSA 1 - Sala 5. Bairro Jardim Rosa Elze. São Cristovão/SE. CEP: 49.100-000

E-ISSN - 2595-4768

QUALIS: B4


Revista membro:

 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA): 

 

 

 

 

Licença Creative Commons

Os trabalhos originais publicados na revista Convergências em Ciência da Informação estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.