Sistemas de automação de bibliotecas: um estudo investigativo-literário

Mariana Ambrósio Ribeiro, Márcio Bezerra Da Silva

Resumo


Investigação que apresenta sistemas de automação de bibliotecas de acordo com um levantamento de conceitos, paradigmas e exemplos de recursos de software. Utiliza-se de uma metodologia ocorrida pela adoção da pesquisa bibliográfica e das abordagens de coleta de dados quanti-qualitativa, especificamente em periódicos de qualis A1, A2 e B1. Resulta em 13 expressões de busca sobre sistemas de automação de bibliotecas, sendo que apenas uma não foi contemplada pelo periódico de qualis B1; nove sistemas foram identificados, sendo cinco de paradigma proprietário e quatro de paradigma livre, fragmentando este último entre sistemas do tipo freeware e open source; e que os sistemas proprietários possuem como características o pagamento de licença de uso e ter o código fonte como privado etc.; enquanto que os sistemas freeware permitem o uso sem pagamento de licença, mas de código fonte também privado etc., ao passo que os sistemas open source podem, ou não, exigir o pagamento de licença, mas ofertam o código fonte de maneira editável etc. Concluiu-se que os sistemas de automação de bibliotecas podem ser apresentados entre proprietários e livres, variando entre o pagamento ou não de licença para uso e distribuição, a disponibilidade na edição do código fonte, a melhoria/atualização do sistema, a interoperabilidade entre sistemas que fazem parte da rede e o tributo donativo para a distribuição do sistema.


Palavras-chave


Sistemas de automação de bibliotecas. Software proprietário. Software livre. Freeware. Open source.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRIA. Soluções para Bibliotecas, Arquivos e Centros de Documentação. 2014. Disponível em: http://alexandria.com.br/sistema-alexandria/. Acesso em: 22 abr. 2019.

ATHENAS SOFTWARE. Gestão, desenvolvimento e controle. 2019. Disponível em: https://athenasoftware.com.br/. Acesso em: 22 abr. 2019.

ÁVILA, B. T.; SILVA, M.; CAVALCANTE, L. Uso de repositórios digitais como fonte de informação por membros das universidades federais brasileiras. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 27, n. 3, p. 97-120, set./dez. 2017. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/31514/pdf. Acesso em: 18 abr. 2019.

BIBLIOSHOP. Sistemas Integrado para Bibliotecas. 2017. Disponível em: https://www.biblioshop.com.br/. Acesso em: 22 abr. 2019.

BIBLIOTEQ. BiblioteQ. 2019. Disponível em: https://biblioteq.sourceforge.io/. Acesso em: 22 abr. 2019.

CAFÉ, L.; SANTOS, C.; MACEDO, F. Proposta de um método para escolha de software de automação de bibliotecas. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 2, p. 70-79, maio/ago. 2001. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/926/963. Acesso em: 21 abr. 2019

CARVALHO, J. A. Tecnologias e sistemas de informação uma área científica orientada às necessidades de conhecimento dos profissionais envolvidos na contínua transformação das organizações através das tecnologias da informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, p. 1-25, nov. 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2010v15nesp2p1/15759. Acesso em: 19 abr. 2019.

CONDURÚ, M. T.; PEREIRA, J. A. R. Gestão da informação em saneamento básico no Estado do Pará sob o enfoque do ciclo informacional. Engenharia Sanitária e Ambiental (online), Rio de Janeiro, v. 22, n. 6, p. 1225-232, nov./dez. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-41522017000601225&lng=en&tlng=en. Acesso em: 19 abr. 2019.

CONSEJO SUPERIOR DE INVESTIGACIONES CIENTÍFICAS. Norma. Revista Espanõla de Documentación Científica, v. 28, n. 4, p. 533-541, 2005. Disponível em: http://redc.revistas.csic.es/index.php/redc/article/view/246/302. Acesso em: 19 abr. 2019.

CÔRTE, A. R. et al. Automação de bibliotecas e centros de documentação: o processo de avaliação e seleção de softwares. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 2, p. 241-256, set./dez. 1999. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/828/860. Acesso em: 22 abr. 2019

DA SILVA, M. B.; RUFINO, F. M. A web 2.0 na informatização de bibliotecas: um estudo propositivo. Ponto de Acesso, Salvador, v. 10, n. 2, p.17-38, ago. 2016. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/14447/11534. Acesso em: 06 abr. 2019.

DUTRA, A. K. F.; OHIRA, M. L. B. Informatização e automação de bibliotecas: análise das comunicações apresentadas nos seminários nacionais de bibliotecas universitárias (2000, 2002 e 2004). Informação & Informação, Londrina, v. 9, n. 1/2, p. 87-69, jan./dez. 2004. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1725/1476. Acesso em: 19 set. 2018.

EVANGELISTA, R. O movimento software livre no Brasil: políticas, trabalho e hacking. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 20, n. 41, p. 173-200, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832014000100007&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 16 dez. 2018.

FERES, M. V. C.; OLIVEIRA, J. V.; SILVA, L. A. Código-fonte, Linux e Supercomputadores: a relação entre Direito e Tecnologia. Revista Brasileira de Direito, Passo Fundo, v. 14, n. 1, p. 398-421, jan./abr. 2018. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/revistadedireito/article/view/2021/1616. Acesso em: 16 dez. 2018.

FIGUEIREDO, M.F. Análise do aplicativo Koha no Colégio Pedro II: um relato de experiência. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 13, n. 3, p. 653-665, set./dez. 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2125/8233. Acesso em: 22 abr. 2019.

HOPKINSON, A. O “Common communication format” desenvolvido pela UNESCO. Ciência da Informação, Brasília, v. 14, n. 1, p. 51-54, jan./jun. 1985. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/227/227. Acesso em: 21 abr. 2019.

KIMURA, H.; MACHUCA, N. C. A. O formato XML SciELO na RAC. Revista de Administração Contemporânea, v. 18, n. 5, p. 1-3 set./out. 2014. Disponível em: http://anpad.org.br/periodicos/arq_pdf/1_18_05_CartaLeitor.pdf. Acesso em: 19 abr. 2019.

KOHA. Sistema de Bibliotecas Integradas. 2019. Disponível em: https://koha-community.org/. Acesso em: 22 abr. 2019.

LIMA, G. A. B. Softwares para automação de bibliotecas e centros de documentação na literatura brasileira até 1998. Ciência da informação, Brasília, v. 28, n. 3, p. 310-321, set./dez. 1999. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/835/867. Acesso em: 05 abr. 2019.

MARCONDES, C. H. Interoperabilidade entre acervos digitais de arquivos, bibliotecas e museus: potencialidades das tecnologias de dados abertos interligados. Perspectivas em Ciência da Informação, [S.l.], v. 21, n. 2, p. 61-83, abr./jun. 2016. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/2735/1748. Acesso em: 18 abr. 2019

MARTINS, D. L.; FERREIRA, S. M. S. P. Protocolo OAI-PMH e Sistemas Federados de Informação: fundamentos de arquitetura da informação para análise de dados do portal de produção científica da área de Ciências da Comunicação Univerciencia.org. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 431-447, set. 2012. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3359/2965. Acesso em: 19 abr. 2019.

MINIBIBLIO. Minibiblio. 2019. Disponível em: http://www.minibiblio.com.br/. Acesso em: 22 abr. 2019.

MATTOS, F. A. M. Sociedade pós-industrial e sociedade informacional: apontamentos de uma revisão bibliográfica. Eptic On-line, vol. VII, n.1, abr. 2005. Disponível em: http://www.eptic.com.br/numeros.htm. Acesso em: 22 abr. 2019.

MORIGI, V. J.; PAVAN, C. Tecnologias de informação e comunicação: novas sociabilidades nas bibliotecas universitárias. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 1, p. 117-125, jan./abr. 2004. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1075/1173. Acesso em: 17 dez. 2018.

OBASEKI, T. I. Informatização de bibliotecas: a realidade nigeriana. Brazilian Journal of Information Science, Marília (SP), v. 5, n. 1, p. 63-72, jan./jun. 2011. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/issue/view/73. Acesso em: 19 abr. 2019.

OPENBIBLIO. A Library System that´s free. 2019. Disponível em: http://obiblio.sourceforge.net/ Último acesso: 22 abr. 2019.

ORTEGA, C. D. Contexto de desenvolvimento da Organização da Informação, com enfoque para a Catalogação, na Escola de Ciência da Informação da UFMG. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 18, n. 2, p. 182-215, abr./jun. 2013. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1805/1181. Acesso em: 19 abr. 2019.

PARANHOS, W. M. M. da R. Fragmentos metodológicos para projetos e execução de gestão informatizada de coleções de documentos e serviços em bibliotecas. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, p. 14-32, jan. 2004. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2004v9nesp2p14/5488. Acesso em: 19 set. 2018.

PENSA-B SISTEMAS. MultiAcervo. 2019. Disponível em: http://pensa-b.com.br/multiacervo/. Acesso em: 22 abr. 2019.

PERGAMUM. Sistema integrado de bibliotecas. 2014. Disponível em: http://www.pergamum.pucpr.br/redepergamum/rede_conheca.php?ind=1. Acesso em: 22 abr. 2019.

RIBEIRO, D. S.; DA SILVA, M. B. Sistema de gerenciamento de conteúdo: proposta de um catálogo bibliográfico 2.0 no Wordpress. . Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 1-20, jan./abr. 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8640820/9519Acesso em: 22 abr. 2019

ROSETTO, M. C. Uso do Protocolo Z39.50 para recuperação de informação em redes eletrônicas. Ciência da Informação, Brasília, v. 26, n. 2, p. 1-4, maio, 1997. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19651997000200004&lng=en&tlng=en. Acesso em: 19 abr. 2019.

SERRA, L. G. et al. Os princípios de descrição e sua aderência aos formatos MARC 21 e ONIX. Ciência da informação, Brasília, v. 46, n. 2, p. 51-66, maio/ago. 2017. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/2327/3699. Acesso em: 19 abr. 2019.

SILVA, E. G.; BOCCATO, V. R. C. Avaliação do uso de catálogos coletivos de bibliotecas universitárias pela perspectiva sociocognitiva do usuário. Trasinformação, Campinas, v. 24, n. 1, p. 5-18, jan./abr. 2012.

SILVA, P. M. Sistemas de informação em bibliotecas: o comportamento dos usuários e bibliotecário frente às novas tecnologias de informação. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 5, n. 2, p. 1-24, jan./jun. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-37862008000300004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 18 set. 2018.

SILVA, P.; PINTO, G. F. S.; FURNIVAL, A. C. Análise dos aspectos normativos e legais do uso de fotografias contidas em teses e dissertações disponíveis na BDTD/IBICT. Brazilian Journal of Information Science, Marília (SP), v. 12, n. 3, p. 22-33, 2018. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/issue/view/489. Acesso em: 21 abr. 2019.

SOPHIA. Software para Gestão de Escolas e Bibliotecas. 2019. Disponível em: https://www.sophia.com.br/. Acesso em: 22 abr. 2019.

SOUZA, M. I. F.; VENDRUSCULO, L. G.; MELO, G. C. Metadados para a descrição de recursos de informação eletrônica: utilização do padrão Dublin Core. Ciência da Informação, v. 29, n. 1, p. 93-102, abr. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n1/v29n1a10.pdf. Acesso em: 22 abr. 2019.

TONDING, F. J.; VANZ, S. A. S. Plataformas de Serviços de Bibliotecas: a evolução dos sistemas para gerenciamento de bibliotecas. Perspectivas em Ciência da Informação, [S. l.], v. 23, n. 4, p. 73-96, out./dez. 2018. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/3302/2213. Acesso em: 21 abr. 2019.

VIANA, M. M. M. Uma breve história da automação de bibliotecas universitárias no Brasil e algumas perspectivas futuras. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 43-86, jan/jun. 2016. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/2187. Acesso em: 07 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.33467/conci.v2i1.11273

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Convergências em Ciência da Informação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

CONVERGÊNCIAS EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - CONCI

Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFS)

Campus São Cristóvão, Cidade Universitária “Prof. José Aloísio de Campos”. 

Av. Marechal Rondon, s/n. Prédio CCSA 1 - Sala 5. Bairro Jardim Rosa Elze. São Cristovão/SE. CEP: 49.100-000

E-ISSN - 2595-4768

QUALIS: B4


Revista membro:

 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA): 

 

 

 Licença Creative Commons

Os trabalhos originais publicados na revista Convergências em Ciência da Informação estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.