Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista. 

     

  • Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word ou RTF. 

     

  • A matéria dos originais deverá conter, na seguinte ordem: 

     

    • Título no idioma do artigo e em inglês. Se o artigo for redigido em Inglês deve apresentar também o título em Português;

     

    • Resumo em até 20 linhas acompanhado de pelo menos três palavras-chave;

     

    • Abstract em inglês, acompanhado de pelo menos três key words. Se o artigo for redigido em Inglês deve apresentar também o resumo em Português acompanhado de três palavras-chave;

     

    • Texto completo do artigo, escrito em Times New Roman, 12 pt, com espaçamento de 1,5;

     

    • Figuras, tabelas, quadros e gráficos devem incluir legenda no idioma do artigo e em inglês. As tabelas e ilustrações devem ser enviadas em seus arquivos originais (.jpeg, .png, .tiff) e em arquivos separados (não inseridos no interior do próprio texto), com resolução mínima de 300 dpi.

  • A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares. 

     

  • As citações até 39 palavras estão delimitadas por aspas duplas, seguidas por sobrenome do autor, data de publicação e página citada: (Acemoglu, 2005, p. 22) ou Acemoglu (2005, p. 22).
    As citações a partir de 40 palavras – em parágrafo próprio sem aspas, com recuo de 4 cm à esquerda: (Acemoglu, 2005, pp. 22-23) ou Acemoglu (2005, pp. 22-23)

     

  • Inserir as notas do texto em fonte (tipo) Times New Roman (não usar sublinhado e usar itálico só para grafia de palavras estrangeiras), em corpo 9 pt, com espaçamento simples entre as linhas. As notas devem ser colocadas no pé de página, em modo de impressão (devem ficar visíveis na página).

    • As notas devem ser utilizadas como elemento explicativo e não para dar lugar às referências, que deverão estar apenas no item referências, ao final do texto.

  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção Sobre a Revista.

     

  • REFERÊNCIAS

    São consideradas referências somente as obras mencionadas no interior do texto. 

    As referências devem ser digitadas em fonte Times New Roman, em corpo 12 pt, com espaçamento simples entre as linhas e organizadas em ondem alfabética. 

    As referências, no fim do trabalho, devem ter os dados completos e seguir as normas para trabalhos científicos que estão publicadas no site da revista. Cada referência deve ocupar um parágrafo e deve estar separada por um espaço simples. 

    Exemplos: 

     Referências

    Livro:

          a. Um ou mais autores:

               Cohen, J. (1988). Statistical power analysis for the behavioral sciences (2nd ed.). New York, NY: Psychology Press.

               Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa (5a ed.). São Paulo, SP: Atlas.

               Van der Brug, W., Van der Eijk, C., & Franklin, M. (2007). The economy and the vote: economic conditions and elections in fifteen countries. London: Cambridge University Press.

               Fávero, L. P., Belfiore, P., Silva, F. L., & Chan, B. L. (2009). Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier.

          b. Autoria institucional:

               Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2009). Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE). Rio de Janeiro, RJ: IBGE.

               World Health Organization. (2002). International guide for monitoring alcoohol consumption and related harm. Geneva: WHO.

               Brasil. (2005). Estudo de caso Brasil: a integração das ações de alimentação e nutrição nos planos de desenvolvimento nacional para o alcance das metas do milênio no contexto do direito humano a alimentação adequada. Brasília, DF: Ministério da Saúde.

          c. Listado pelo título, sem autoria específica:

                Consolidação das Leis do Trabalho (1977). (46a ed.). São Paulo, SP: Atlas.

                Pronunciamento Conceitual Básico – R1. (2011). Estrutura conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. Brasília, DF: Comitê de Pronunciamentos Contábeis.

                Youth Risk Behavior Survey. (2007). Trends in behaviors that contribute to violence YRBS: 1991-2007. Atlanta, GA: Centers for Disease Control and Prevention. 

    Capítulo de livro:

          Lane, S. T. M. (1995). Usos e abusos do conceito de representação Social. In M. J. P. Spink (Org.), O conhecimento no cotidiano: as representações sociais na perspectiva da psicologia social (pp. 58-72). São Paulo, SP: Brasiliense.

          Power, M., & Laughlin, R. (1992). Critical theory and accounting. In M. Alvesson & H. Willmott (Ed.), Critical management studies. London: Sage.

          Marcuse, H. (1998). Sobre os fundamentos filosóficos do conceito de trabalho da ciência econômica. In Cultura e sociedade (vol. 2, pp. 7-50). São Paulo, SP: Paz e Terra. 

    Artigo em periódico científico:

          Martinez, A. L., & Cardoso, R. C. (2009). Gerenciamento da informação contábil no Brasil mediante decisões operacionais. Revista Eletrônica de Administração15(3), 600-626.

          Chenhall, R. H. (2003). Management control systems design within its organizational context: findings from contingency – based research and directions for the future. Accounting, Organizations and Society28(2-3), 97-322.

     Artigo em jornal:

          Chaui, M. (1999, 9 de maio). A universidade operacional. A atual reforma do Estado ameaça esvaziar a instituição universitária com sua lógica de mercado. Folha de São Paulo5, 3.

          Ades, C. (2001, 15 de abril). Os animais também pensam: e têm consciência. Jornal da Tarde, p. 4D.

    Trabalho apresentado em evento e publicado em anais ou cadernos de resumos:

          Neves, T. F. S., Ortega, C. A., Kim, C., Müller, E., Costa, F. B., Massola, G. M. M. ... Pires, T. A. A. (1998). Desemprego e ideologia: explicações das causas do desemprego utilizadas por trabalhadores metalúrgicos. In Anais do VII      Encontro Regional da Associação Brasileira de Psicologia Social: neoliberalismo e os desafios para a psicologia social (p. 139). Bauru, SP: Associação Brasileira de Psicologia Social.

          Galhardo, J. A. G., Pereira, A. C., & Silva, A. F. (2009). Artifícios adotados pelos gestores associados à presença potencial do contingenciamento orçamentário e financeiro da União: a esfera de poder e o órgão de vinculação importam? In Resumos do XXXIII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (p. 182). São Paulo, SP: Anpad.


    Monografia, dissertação ou tese:

          Vassalo, B. (2002). Uma adaptação dos conceitos de CRM dentro da migração de clientes no Banco Itaú (Monografia de Graduação). Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado,  São Paulo.

          Porto, P. C. C. (1998). Alguns efeitos da falta do reconhecimento da inflação nos demonstrativos contábeis e seus impactos financeiros: um caso prático (Dissertação de Mestrado). Universidade de São Paulo, São Paulo.

          Malacrida, M. J. C. (2009). A relevância do lucro líquido versus fluxo de caixa operacional para o mercado de ações brasileiro (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo.

    Texto disponível na internet:

          PriceWaterhouseCoopers. (2015). Fusões e aquisições no Brasil. Recuperado de https://www.pwc.com.br/pt/publicacoes/servicos/assets/fusoes-aquisicoes/2015/pwc-fusoes-aquisicoes-setembro-15.pdf

          Brochet, F., Nam, S., & Ronen, J. (2007). The role of accruals in predicting future cash flows and stock returns (Working Paper). Recuperado de https://pdfs.semanticscholar.org/ed63/e1b790c3fef8124ff9c6547b03972a08dc19.pdf

    Estudo no prelo:

          Salvitti, A., Viégas, L. S., Mortada, S. P. & Tavares, D. S. (no prelo). O trabalho do camelô: trajetória profissional e cotidiano. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho.

     Texto não publicado:

          Oliveira, F. (1999). Desemprego e psicologia. São Paulo. (não publicado)

Diretrizes para Autores

O texto deverá ter extensão máxima de 20 a 22 páginas, com espaçamento de 1,5, incluídas referências bibliográficas e notas. O título (no idioma original e em Inglês) devem conter no máximo 240 caracteres incluindo espaço.

  E as resenhas de 02 a 06 laudas, além de dissertações e teses.

Deverá constar no texto a data (mês e ano) em que o texto foi elaborado. Deverá ser utilizada a fonte Times New Roman, tamanho 12, cor preta, espaço 1,5.

Citações, quando não excedem o número de três linhas, deverão ser feitas no corpo do texto, com o uso de aspas, sem itálico ou negrito. Quando tiverem mais de três linhas, deverão ser destacadas do corpo do texto, com recuo de 4 cm somente na margem esquerda, na mesma fonte do texto (Times New Roman), tamanho 10, sem o uso de itálico e nem de aspas, em espaço simples e alinhamento justificado.

As notas de rodapé deverão ter espaço simples, fonte  Times New Roman, tamanho 10. Os parágrafos não devem ter entrelinhas, as superior e esquerda 3cm, e inferior e direita 2cm. O tamanho do papel deve ser A4.

Os itens bibliográficos são listados em ordem alfabética e aplicam o manual de estilo da American Psychological Association (APA).

  • Em caso de dúvida, recomenda-se consulta à seguinte obra:

Nascimento, M. M., Sabadini, A. A. Z. P., & Sampaio, M. I. C. (2013). Normalização de referências: adaptação do manual de estilo da American Psychological Association (APA) – 6a ed. São Paulo, SP: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Recuperado de http://www.ip.usp.br/site/wp-content/uploads/2016/10/normalizacao_referencias_APA_6_ed_vers%C3%A3o2013.pdf

Todos os trabalhos recebidos serão submetidos a pares competentes, indicados pelos membros do Conselho de Pareceristas AD hOC da Revista DIKE, aos quais caberá a decisão final sobre a publicação.

Após esta avaliação, os artigos, sem identificação do autor, serão remetidos para a avaliação de dois pareceristas anônimos (duplo blind peer review), a fim de que seja procedida a análise qualitativa de sua forma e conteúdo.

Caso qualquer dos dois pareceristas anônimos entenda pela rejeição do artigo para publicação, o parecer de que constar essa opinião será enviado para o autor. Desse modo, o autor do artigo submetido poderá, dentro de prazo previamente estipulado, adaptar o texto ou justificar a manutenção do formato original, cabendo a decisão final sobre a publicação ou não do artigo ao Conselho Editorial (Critérios de Arbitragem).

Os trabalhos recebidos durante o ano e aprovados pelo Conselho não necessariamente serão publicados nos números da Revista do mesmo ano, podendo ser publicados em números ulteriores.

Dentre outros critérios, o Conselho analisará a coerência científica, a profundidade do conteúdo, a originalidade do assunto e da abordagem e a qualidade gramatical. Somente os textos selecionados serão publicados na Internet.

É de responsabilidade única e exclusiva do autor a obediência à legislação autoral vigente no país.

A revista encontra-se  indexada: RVBI – Senado Federal; Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Seriadas (CCN) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).

 

Recomendações:

    • Extensão: O texto deverá ter extensão máxima de 20 a 22 páginas, com espaçamento de 1,5, incluídas referências bibliográficas e notas. O título (no idioma original e em Inglês) devem conter no máximo 240 caracteres incluindo espaços.

 

    • Imagens: se o artigo contiver imagens fotográficas e/ou desenhos gráficos, esses deverão ser encaminhados em formato original (.jpeg, .png, .tiff) e em arquivos separados (não inseridos no interior do próprio texto), com resolução mínima de 300 dpi. No arquivo referente ao texto, deverá ser indicado através da inserção das legendas (no idioma do artigo e também em Inglês), o local aproximado onde devem ser inseridas as figuras, gráficos, tabelas e/ou quadros.

 

    • Citações: as citações no interior do texto devem obedecer às seguintes normas:
      1. Um autor: (Leipnitz, 1987) ou Leipnitz (1987) ;
      2. Dois autores: (Turner & Verhoogen, 1960) ou Turner e Verhoogen (1960);
    • Até sete autores:

                 c.1 Primeira ocorrência com todos os autores – (Fávero, Belfiore, Silva, & Chan, 2009) ou Fávero, Belfiore, Silva e Chan (2009).

                 c.2 Demais ocorrências com o primeiro autor seguido pela expressão latina “et al.” – (Fávero et al., 2009) ou Fávero et al. (2009).

                  d. Oito autores ou mais:

d.1 Primeira ocorrência até o sexto autor seguido por reticências e o último autor – (Binder, Zagefka, Brown, Funke, Kessler, Mummendey ... Leyens, 2009) ou Binder, Zagefka, Brown, Funke, Kessler, Mummendey ... Leyens             (2009).

d.2 Demais ocorrências com o primeiro autor seguido pela expressão latina “et al.” – (Binder et al., 2009) ou Binder et al. (2009).

 

Citações com sequência de vários autores seguem a ordem alfabética de seus sobrenomes em vez da ordem cronológica: (Acemoglu, 2005; Aggarwal & Smith, 1995; Fávero, Belfiore, Silva, & Chan, 2009) ou Acemoglu (2005), Aggarwal e Smith (1995), Fávero, Belfiore, Silva e Chan (2009).

 

Citações de autores com o mesmo sobrenome indicam as iniciais dos prenomes abreviados: (J. F. Solomon, A. Solomon, Norton, & Joseph, 2000) ou J. F. Solomon, A. Solomon, Norton e Joseph (2000).

 

Itens bibliográficos do mesmo autor com diferentes datas de publicação indicam o sobrenome do autor e os anos de publicação em ordem cronológica. Quando são obras diferentes com a mesma data de publicação, acrescenta-se sequência em letras minúsculas após o ano de publicação: (Acemoglu, 2005, 2007a, 2007b, 2007c, 2009) ou Acemogl05, 2007a, 2007b, 2007c, 2009).

Itens bibliográficos cujo autor é uma entidade indicam seu nome por extenso, seguido pela data de publicação: (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010) ou Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010).

Transcrição literal:

  •       Até 39 palavras – delimitada por aspas duplas, seguidas por sobrenome do autor, data de publicação e página citada: (Acemoglu, 2005, p. 22) ou Acemoglu (2005, p. 22).
  •       A partir de 40 palavras – em parágrafo próprio sem aspas, com recuo de 4 cm à esquerda: (Acemoglu, 2005, pp. 22-23) ou Acemoglu (2005, pp. 22-23)

 

    • Notas de rodapé: As notas de rodapé devem ser usadas de forma parcimoniosa. Somente são permitidas notas de rodapé explicativas e não são permitidas notas que contenham apenas referências. Estas deverão estar listadas, ao final do texto, no item 'Referências'.

 

    • Não utilize as expressões op. cit; ibid; ibidem; id; idem;

 

  • Não utilize a expressão apud, dê preferência pelo emprego da expressão in;


A matéria dos originais deverá conter, na seguinte ordem:

    • Título do texto: Título no idioma do artigo e em Inglês. Se o artigo for redigido em Inglês deve apresentar também o título em Português. Com no máximo 240 caracteres com espaço;

 

    • Resumos: no idioma do artigo e em inglês, em um único parágrafo, com até 20 linhas, acompanhado de três palavras-chave. Nos casos em que o artigo é escrito em inglês, solicita-se também a apresentação de resumo e palavras-chave em português.

 

    • Texto completo do artigo: formatado em Times New Roman, 12 pt, espaçamento 1,5;

 

  • Referências: as referências bibliográficas e de outra natureza devem ser listadas ao final do texto, em ordem alfabética, em 12 pt, espaçamento simples, como nos modelos abaixo:


Artigos em periódico:

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título do artigo. Título do periódicovolume(número/fascículo): pág inicial-pág final.

Ex.: JULIO-CAMPUZANO, A. 2009. Estado de Derecho, democracia y justicia constitucional. Revista de Estudos Constitucionais, Hermenêutica e Teoria do Direito (RECHTD)1(2):8-20.

 

Artigos relativos a eventos:

 

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título do trabalho. In: Nome do Congresso (Encontro, Simpósio, etc.), nº, cidade, ano. Anais... Cidade, Sigla. volume:pág inicial-pág final.

Ex.: SALDANHA, J.M.L.; ESPINDOLA, A.A.S.; BOLZAN DE MORAIS, J.L. 2008. A superação do funcionalismo processual e a construção de mudanças processuais ‘estruturais’ e ‘metodológicas’: uma (nova) identidade para o sistema processual e procedimental de controle concentrado da constitucionalidade no STF. In: XVII CONGRESSO NACIONAL DO CONPEDI, Brasília, 2008. Anais... Brasília, Fundação Boiteux. 4310-4333.

 

Artigos em coletânea:

 

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título do artigo. In: Inicial(is) do nome. SOBRENOME (org.), Título da coletânea. Cidade, Editora, p. pág inicial-pág final.

Ex.: GRANDO, A. 2003. Os reality shows. In: V. HOEWELL (org.), Coletânea GT Produção de sentido nas mídias. Pernambuco, UNICAD, p. 75-81.

 

Livros:

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título do livro. ed., Cidade, Editora, total de páginas p.

Ex.: FERRAJOLI, L. 2003. A soberania no mundo moderno. São Paulo, Martins Fontes, 116 p.

 

Capítulos de livros:

 

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título do capítulo. In: Inicial(is) do nome. SOBRENOME (ed.), Título do livro. Cidade, Editora, p. pág inicial-pág final.

Ex.:

    • CANÇADO TRINDADE, A. A. 2000. O sistema interamericano de direitos humanos no limiar do novo século: Recomendações para o fortalecimento de seu mecanismo de proteção. In: GOMES, L. F. PIOVESAN, F. ( Coord.) O sistema interamericano de proteção dos direitos humanos e o direito brasileiro. São Paulo: RT, p. 103-152.

 

  • GADAMER, H.G. 1991. Problemas de la razón práctica. In: H.G. GADAMER (ed.), Verdad y metodo II. Salamanca, Sígueme, p. 293-308.

 

Dissertações e Teses:

 

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Título da tese. Cidade, Sigla do Estado. Tipo de tese (mestrado, doutorado). Universidade, número total de páginas p.

Ex.: LUCAS, D.C. 2008. Direitos Humanos e Interculturalidade: um Diálogo entre a Igualdade e a Diferença. São Leopoldo, RS. Tese de Doutorado. Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS, 266 p.

 

Citações de Sites e textos eletrônicos:


    • Caso seja possível identificar os autores de textos eletrônicos, a referência deve ser feita do seguinte modo:


SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Titulo do texto. Disponível em: http://. Acesso em: dd/mm/aaaa.

Ex.: LENKER, A.; RHODES, N. 2007. Foreign Language Immersion Programs: Features and Trends Over 35 Years. Disponível em: http://www.cal.org/resources/digest/flimmersion.html. Acesso em: 28/04/2007.

* Neste caso, no corpo do texto, a referência é identificada por (Lenker e Rhodes, 2007).

    • Se não for possível identificar os autores de textos eletrônicos, deve-se fazer a referência do seguinte modo:


FONTE/SITE. Ano de publicação. Titulo do texto. Disponível em: http://. Acesso em: dd/mm/aaaa.

Ex.: GLOBO ONLINE, O. 2006. Brasil será o país com mais sedes do Instituto Cervantes. Disponível em: http://oglobo.globo.com/ cultura/mat/2006/10/25/286393283.asp. Acesso em: 05/04/2008.

* No corpo do texto a citação será (O Globo Online, 2006).

 


Jornais e revistas, órgãos e instituições:


 

    • Todos os textos de jornais e revistas devem constar nas referências bibliográficas. Caso haja autor explícito, a referência é feita pelo seu sobrenome:


SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Ano de publicação. Titulo do texto. Fonte (Orgão, Instituição, etc.). Sessão (Coluna, etc.). Cidade, dia mês (abreviado).

Ex.: MICELLI, S. 1987. Um intelectual do sentido. Folha de S. Paulo. Caderno Mais! São Paulo, 7 fev.

* No corpo do texto, indica-se (Micelli, 1987).

    • Caso não haja um autor e o texto seja de responsabilidade do órgão, faz-se a referência assim:


Fonte (Orgão, Instituição, etc.). Ano de publicação. Titulo do texto. Cidade, dia mês (abreviado), p. número da página.

Ex.: CORREIO DO POVO. 1945. Os métodos objetivos de verificação que empregamos no RS. Porto Alegre, 5 out., p. 14.

* No corpo do texto, indica-se (Correio do Povo, 1945).

Artigos

Política padrão de seção

Jurisprudência

Jurisprudência sobre a temática do volume da revista

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.