Histórico do periódico

HISTÓRICO

O grupo de pesquisa EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E PRÁTICAS EDUCATIVAS COMUNICACIONAIS E INTERCULTURAIS (EDaPECI), vinculado ao Departamento de Educação, da Universidade Federal de Sergipe, foi criado e certificado pela CNPq em março de 2008, e apresenta, atualmente, as seguintes  linhas pesquisa:

1)      Mídias e práticas educativas interculturais: aspectos históricos e sociológicos. Nesta linha, estão vinculados professores e estudantes preocupados com estudos e pesquisas referentes à leitura das mídias nas práticas pedagógicas de cursos presenciais e a distância, levando-se em conta, em particular, análise comparativas de natureza intercultural, em seus aspectos históricos e sociológicos.

2)      Práticas educativas comunicacionais em Educação a distância: estudos interculturais. Os pesquisadores preocupam-se com as formas comunicacionais, em estudos, sistemas e práticas de ensino na modalidade a distância e o impacto destas na constituição de uma nova cultura escolar. A mediatização das Tecnologias da Informação e da Comunicação - TICs em práticas pedagógicas, e a análise aproximativa de diferentes possibilidades de comunicação representam o foco central desta linha de pesquisa.

3)      Formação de professores para o ensino das Ciências e da Matemática na modalidade educativa a Distância. Esta linha de pesquisa desenvolve estudos e investigações sobre concepções, práticas, métodos e ferramentas pedagógicas na modalidade de ensino a distância sem perder de vistas aspectos comparativos e interculturais.

O EDaPECI agrega profissionais, técnicos e estudantes de diferentes áreas do saber, preocupados com as modalidades de ensino presencial e a distância, da Universidade Federal de Sergipe, de campus avançados da UFS, bem como de outras instituições conveniadas. Ambiciona, também, ser espaço aberto para debates interinstitucionais a respeito de possíveis relações entre Educação, Comunicação, Interculturalidade. Sua preocupação central é a de construir uma cultura educativa, em que a diversidade, a inclusão, o respeito às diferenças de grupos étnicos, sociais, culturais se façam presentes. Sobretudo, fortalecer a modalidade de ensino a distância especialmente em suas formas comunicacionais na realização de suas práticas pedagógicas interculturais.

Apesar de ser um grupo recente, este tem realizado algumas atividades de estudos e pesquisa no âmbito da educação a distância, tecnologias da informação e comunicação e interculturalidade, procurando criar raízes institucionais e ampliar o grupo, com profissionais e estudantes de diferentes áreas do saber, o que caracteriza a natureza interdisciplinar de suas atividades.