Cenário de investigação inclusivo a distância: uma discussão sobre educação financeira

Resumo

O presente artigo visa apresentar alguns resultados oriundos de uma pesquisa que integrou Educação a Distância, Educação Financeira e Educação Inclusiva. Nela destaca-se que a Educação a Distância pode ser utilizada como uma ferramenta com potencial tanto para educação quanto para qualificação profissional. Apoiando-se nos princípios do Desenho Universal e do Desenho Universal para Aprendizagem propõem-se um Ambiente Virtual de Aprendizagem acessível no qual se oferece um curso de Iniciação em Educação Financeira, elaborado com o emprego de múltiplos recursos (visuais, auditivos, pictóricos e textuais), visando apresentar um Cenário de Investigação Inclusivo a Distância, voltado a atender a diversidade dos participantes. O curso foi oferecido para duas turmas que contou com participantes cegos, surdos e aqueles que declararam não possuir deficiências, porém neste artigo estamos dando ênfase apenas à segunda turma. Os Cenários para Investigação cumpriram seu papel, permitindo interação entre todos os participantes. Ao final desses cursos evidenciou-se que o modelo proposto atende a heterogeneidade dos possíveis participantes de um curso oferecido na modalidade a distância.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Rocha dos Santos, Universidade Anhanguera de São Paulo

Doutor em Educação Matemática pela UNIAN (2016),  Docente no Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Anhanguera de São Paulo, Docente no Centro Universitário Carlos Drummond de Andrade, Centro Universitário Sumaré e na Faculdade Educamais.

Solange Hassan Ahmad Ali Fernandes, Universidade Ibirapuera - UNIB

Doutora em Educação Matemática, Docente na Universidade Ibirapuera.

Publicado
2022-03-24