Impressões docentes sobre o uso das tecnologias digitais no ensino de Matemática na educação infantil

Resumo

O objetivo deste artigo foi destacar as impressões de docentes a respeito do Ensino de Matemática na Educação Infantil e como o uso das tecnologias digitais pode colaborar para a eficiência dessa prática. Para tanto, realizou-se um estudo de caso com a participação de 66 professoras de uma Unidade Municipal de Educação Infantil, situada no bairro São Francisco, município de Niterói/RJ. Os dados foram coletados pela aplicação de questionário com questões objetivas, estruturadas e respostas vinculadas a Escala Likert e interpretados por meio de abordagem quantitativa. Pode-se perceber que esses recursos foram considerados pelas professoras como fatores consistentes, sendo vistos como elementos importantes de apoio do ensino e que contribuem para a aprendizagem significativa. As tecnologias digitais deve ocupar o currículo da Educação Infantil e o professor deve estar preparado e capacitado para usar essas ferramentas de forma eficiente em sala de aula.

Biografia do Autor

Valéria Ferreira Lopes, Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA)

Especialista em Administração, Supervisão e Orientação Escolar, Mestranda em no Mestrado Profissional em Novas Tecnologias Digitais na Educação no Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA).

Marcos Antonio Silva, Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA)

Doutorando em Políticas Públicas e Formação Humana, Professor/Pesquisador do Mestrado Profissional em Novas Tecnologias Digitais na Educação no Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA).

Victor Gonçalves Glória Freitas, Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA)

Doutor em Engenharia Nuclear, Professor do Mestrado em Novas Tecnologias Digitais na Educação do Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA)

Eloiza da Silva Gomes de Oliveira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Doutora em Educação, Docente do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Publicado
2022-07-29