O USO DA FERRAMENTA MENSAGEM EM CURSOS A DISTÂNCIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

Thaís Tenório, Maria Alice Venturi, André Tenório

Resumo


Um dos sistemas de gerenciamento de ambientes virtuais de aprendizagem mais disseminados na educação a distância é o Moodle. Apesar de pouco estudada, uma de suas principais ferramentas para comunicação é a mensagem. Neste estudo de caso, as percepções sobre essa ferramenta, de oitenta e oito tutores a distância, atuantes em cursos de formação continuada de professores de duas instituições brasileiras, foram conhecidas por meio de um questionário on-line. Os dados revelaram que a ferramenta era principalmente usada quando a comunicação privativa com um aluno era necessária ou desejada. A mensagem foi considerada importante para a interação e a aprendizagem por favorecer a proximidade entre tutor e aluno, além de ser apontada como útil e de fácil utilização. O caráter reservado, segundo os pesquisados, também faria os alunos sentirem-se mais confortáveis para expor dificuldades. Outro atrativo seria a possibilidade de obterem orientações e esclarecimentos de dúvidas individualizados. A ferramenta permitiria ainda ao tutor motivar, acolher e resgatar alunos prolongadamente ausentes. Apesar de o fórum ter sido reputado uma ferramenta melhor para construção de conhecimento, mensagens individuais teriam significativo papel motivador.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. Estratégias para o monitoramento de ações de tutoria na educação a distância. 102 f. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Informação)– Universidade Federal do ABC, Santo André, 2013.

ALMEIDA, M.E.B. Educação a distância na Internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Revista educação e pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 327-340, jul./dez. 2003.

ALVES, L. Um olhar pedagógico das interfaces do Moodle. In: ALVES, L.; BARROS, D.; OKADA, A. (Orgs.). Moodle - estratégias pedagógicas e estudos de caso. Bahia: UNEB, 2009. p. 187-202. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2015.

ANTONIO, W.A.O.; OLIVEIRA, M.S.D. Experiências em EaD e o uso das tecnologias da informação e da comunicação. Revista EDaPECI, São Cristóvão (SE), v. 10, n. 10, p. 85-94, 2012.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: edições 70, 1988. 226 p.

BARROS, M.G.; CARVALHO, A.B.G. As concepções de interatividade nos ambientes virtuais de aprendizagem. Campina Grande: EDUEPB, 2011.

BELLONI, M.L. Educação a distância. Campinas: Autores Associados, 1999.

CÂMARA, R.H. Análise de conteúdo: da teoria à prática em pesquisas sociais aplicadas às organizações. Revista Interinstitucional de Psicologia, Minas Gerais, v. 6, p. 179-191, 2013.

CARNEIRO, M.L.F. Instrumentalização para o ensino a distância. Porto Alegre: UFRS, 2007.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D.T. (Orgs). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GROSSI, M.G.R.; MORAES, A.L.; BRESCIA, A.T. Interatividade em ambientes virtuais de aprendizagem no processo de ensino e aprendizagem na educação a distância. Revista @rquivo Brasileiro de Educação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 75-92, 2013.

HAHN, R.U.; PASSERINO, L. Análise de ação pedagógica em AVAs: um estudo de caso no Moodle. Ciência em Movimento, ano XIII, n. 26, p. 21-40, 2012.

LAWINSCKY, F.M.; HAGUENAUER, C. Análise das ferramentas da plataforma MOODLE do LATEC/UFRJ segundo a abordagem sistêmico-relacional de interação. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 17., 2011, Manaus. Anais eletrônicos... Manaus: ABED, 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2015.

LEITE, M.T.M.; SILVA, A.A.; CARLINI, A.L.; RAMOS, M.P. Curso de especialização em informática em saúde a distância: dedos sobre uma prática inovadora. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 13., Curitiba, 2008. Anais eletrônicos... Curitiba: ABED, 2008. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2015.

MEIRINHOS, M.F. Desenvolvimento profissional docente em ambientes colaborativos de aprendizagem a distância: estudo de caso no âmbito de formação contínua. 2007. 362 f. Tese (Doutorado em Tecnologias de Informação e Comunicação) – Universidade do Minho, 2006.

NEVES, J.L. Pesquisa qualitativa - Características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 1, n. 3, p.1-5, 2. sem. 1996.

OLIVEIRA, C.L.A.P. Afetividade, aprendizagem e tutoria online. Revista EDaPECI, São Cristóvão, v. 3, n. 3, p. 1-16, 2009.

OLIVEIRA, L.A.; OLIVEIRA, M.H.; MENEZES M.I. Tutor: múltiplas competências na educação a distância online. Revista EDaPECI, São Cristóvão (SE), v. 12, n. 12, p. 116-126, 2012.

PAULO, W.O.; GIORDAN, M. Construção de indicadores na dimensão rendimento para cursos de formação continuada de professores em ambiente virtual de aprendizagem. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 9., Rio de Janeiro, 2013. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: UFRJ, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2015.

PRIMO, A.F.T. Enfoques e desfoques no estudo da interação mediada por computador. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2005. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2015.

PRIMO, A.F.T. Ferramentas de interação em ambientes educacionais mediados por computador. Educação, v. XXIV, n. 44, p. 127-149, 2001.

RIOS, E.N.; CABRAL, R.P. Educação on-line: o gênero textual mensagem como artefato tecnológico potencializador de interação dialógica. Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade, Salvador, n. 16, p. 89-101, 2009.

RODRIGUES, L.M.B.C.; CAPELLINI, V.L.F.M.; NASCIMENTO, M.N. Ambiente virtual de aprendizagem: ampliando a interação com a ferramenta fórum de discussão. Bauru: UNESP, 2012.

TENÓRIO, A.; CARVALHO, L.S.Q.; VITAL, I.P.; TENÓRIO, T. Competências pedagógicas e socioafetivas de tutores a distância na percepção de alunos. Revista EDaPECI, São Cristóvão, v.14. n. 3, p. 522-544, dez. 2014.

TENÓRIO, A.; ROCHA, A. L. S.; TENÓRIO, T. Percepções de educadores sobre a contribuição de tecnologias de informação e comunicação para o ensino-aprendizagem a distância. Revista Tecnologias na Educação, São Paulo, v. 7, n. 12, p. 1-11, jun. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista EDaPECI

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.