A noção de serviço público em Antonio Pasquali. Itinerário de um conceito

  • Roberto Emiliano Sanchez Navarte Universidad Nacional de la Plata - Argentina
  • Seguei Komissarov Universidad Nacional de la Plata - Argentina
Palavras-chave: História intelectual da comunicação, Políticas de comunicação, Teoria da comunicação, Antonio Pasquali

Resumo

O objetivo deste artigo é dar conta dos modos em que Antonio Pasquali
(1929) propôs pensar aos meios massivos de comunicação como serviço
público. Para cumprir com dito proposito, teórica e metodologicamente, se
reconstruiu o itinerário intelectual de Pasquali desde a história intelectual e
a sociologia da cultura. A posta em relação das duas perspectivas permite
identificar não só as ideias do teórico venezuelano, senão também restituir
suas condições sociais de produção, e identificar possíveis rupturas e
deslocamentos conceptuais em sua proposta de construir um serviço
público de radio e televisão.

Biografia do Autor

Roberto Emiliano Sanchez Navarte, Universidad Nacional de la Plata - Argentina

Doutorando em Comunicação Social pela Universidad
Nacional de La Plata. Investigador del
Instituto de Estudios Comunicacionales en Medios,
Cultura y Poder “Aníbal Ford” (FPyCS-UNLP).
Professor Adjunto da Facultad de Periodismo y
Comunicación Social/Universidad Nacional de La
Plata, Argentina.

Seguei Komissarov, Universidad Nacional de la Plata - Argentina

Doutorando em Comunicação Social pela Universidad
Nacional de La Plata. Investigador del Instituto
de Estudios Comunicacionales en Medios,
Cultura y Poder “Aníbal Ford” (FPyCS-UNLP). Profesor
da Facultad de Periodismo y Comunicación
Social/Universidad Nacional de La Plata, Argentina.

Publicado
2019-06-14