A radiodifusão pública é “cara demais”? Uma avaliação do orçamento da EBC

  • Octavio Penna Pieranti Professor do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia da Unesp - PPGMiT/FAAC/Unesp
Palavras-chave: EBC, orçamento, privatização

Resumo

O suposto alto custo da EBC tem sido usado como um dos argumentos que corroboram a opção por privatizar a empresa. O artigo tem por objetivo avaliar se esse custo é realmente alto a partir do histórico do orçamento da EBC e de uma comparação desses valores com o de emissoras públicas estrangeiras. Feita essa análise, verifica-se que, na verdade, segundo os critérios adotados, o custo da EBC é baixo, sendo importante ressaltar a diminuição do percentual do orçamento destinado a investimentos nos últimos anos. A empresa vem sendo limitada ao pagamento de seus funcionários e de despesas operacionais regulares.

Biografia do Autor

Octavio Penna Pieranti, Professor do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia da Unesp - PPGMiT/FAAC/Unesp

Doutor em Administração, mestre em Administração Pública (Ebape/FGV) e Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo (ECO/UFRJ), com pós-doutorado em Comunicação (FAC/UnB). Professor do Programa de Pós-
-Graduação em Mídia e Tecnologia - Mestrado (PPGMiT)
da FAAC/Unesp. Pesquisador emérito do Núcleo
de Estudos em Administração Brasileira (Abras/UFF).
Contato: octavio.pieranti@gmail.com

Agradeço a Emilio Chernavsky pelos comentários à versão preliminar deste artigo.

Publicado
2020-10-10