Indústria Cultural: Ideologia, Consumo e Semiformação

  • Fábio Luiz Tezini Crocco
Palavras-chave: indústria cultural, ideologia, consumo, semiformação, esquematismo

Resumo

Este artigo pretende refletir sobre o aspecto ideológico da indústria cultural e analisar seu funcionamento em relação ao processo de produção e distribuição de mercadorias. Juntamente com esta preocupação inicial, trataremos de abordar os mecanismos formativos e subjetivos relacionados com a adaptação dos indivíduos à realidade mediada pelos produtos culturais.

Biografia do Autor

Fábio Luiz Tezini Crocco
Bacharel e licenciado em Ciências Sociais com ênfase em Sociologia pela UNESP de Marília, e Mestre em Filosofia pela mesma instituição.
Publicado
2011-12-05