Cabos submarinos, imperialismo e colonialismo de dados

situando a geopolítica das infraestruturas

Resumo

Algumas das tensões geopolíticas que se colocam atualmente no cenário global envolvem diretamente o desenvolvimento e a implementação de infraestruturas das mídias. Partindo de tal consideração, o texto situa as infraestruturas de cabos submarinos de fibra óptica em relação com tais tensões, chamando atenção a partir de uma abordagem mais exploratória e teórico-conceitual para questões que envolvem infraestruturas de dados e território, espionagem, imperialismo infraestrutural, colonialismo de dados e propondo, afinal, uma maior atenção para a diversidade de concepções sobre tecnologia para se especular modos de pensar os cabos submarinos e suas governanças a partir de outras cosmotécnicas.

Biografia do Autor

Ruy Figueiredo, PPGCOM-UERJ

Doutorando em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com apoio de bolsa Capes. Mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará com apoio de bolsa Funcap.

 

http://www.ruycezarcampos.com

Publicado
2021-08-26
Seção
DOSSIÊ TEMÁTICO