O Brasil na periferia da disputa geopolítica sobre o 5G

  • Patrícia Maurício PUC-Rio
  • Raquel de Queiroz Almeida PUC-Rio
  • Creso Soares Jr. PUC-Rio

Resumo

O leilão no Brasil das faixas de frequência que serão ocupadas pela tecnologia 5G está previsto para 2021, num cenário de disputa entre EUA e China pela hegemonia mundial. Para os EUA, é crucial que a China não seja protagonista nesta geração de transmissão de dados, que será a base para a internet das coisas (IoT). Neste artigo, mostramos o papel que o Brasil assume na geopolítica mundial, que é de subserviência aos EUA. Analisamos a situação apoiados na Economia Política da Comunicação, com o acompanhamento das notícias, dados e documentos do setor e entrevistas com especialistas em telecomunicações.

 

Biografia do Autor

Patrícia Maurício, PUC-Rio

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio. Líder do Grupo de Pesquisa EPC PUC-Rio/CNPq. Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ.

Raquel de Queiroz Almeida, PUC-Rio

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio. Membro do Grupo de Pesquisa EPC PUC-Rio/CNPq. Mestre em Divulgação Científica e Cultural na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Creso Soares Jr., PUC-Rio

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio.  Membro do Grupo de Pesquisa EPC PUC-Rio/CNPq. Mestre em Comunicação pela PUC-Rio.

Publicado
2021-08-26
Seção
DOSSIÊ TEMÁTICO