O SUCESSO DOS CINEMAS MENORES: BAIXO ORÇAMENTO E ALTERNATIVAS CINEMATOGRÁFICAS NO BRASIL E NA GALIZA

Karine Ruy – Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS/Brasil, Marta Pérez Pereiro – Universidade de Santiago de Compostela – USC/Espanha, Silvia Roca Baamonde Universidade de Santiago de Compostela – USC/Espanha

Resumo


Este artigo explora a existência, cada vez mais destacada, de um cinema que opera nas margens do sistema comercial e que, apesar de contar com recursos limitados, tanto econômicos quanto técnicos, apresenta uma visibilidade notável no circuito de festivais internacionais. Ainda que o cinema de baixo orçamento do Brasil e a pequena produção da Galiza, nação europeia sem Estado, não pareçam ser realidades comparáveis, compartilham os traços do que definimos, a partir de Deleuze e Guattari, como um “cinema menor”, feito com equipes enxutas, baixo ou nenhum orçamento, financiados por políticas de incentivos e com um sistema de distribuição próximo ao amador.


Palavras-chave


Cinema. Baixo orçamento. Brasil. Galiza. Festivais de cinema.

Texto completo:

PDF