Uma análise interdisciplinar do fim da marca 100% Vídeo

  • Lucas Vieira de Araújo UMESP
  • Lilian Aligleri USP
Palavras-chave: 100% Vídeo, comunicação, gestão, ciências sociais, tecnologia

Resumo

Após 29 anos de operação a marca de videolocadora 100% Vídeo encerrou as atividades no Brasil sob a alegação de que a pirataria impossibilitou a continuidade do negócio. Pela representatividade da empresa durante sua vigência, assim como pela importância dela para o ramo de franquias no Brasil, é imperioso avaliar o que de fato aconteceu. Para isso, foi realizada uma pesquisa explicativa bibliográfica a partir das áreas da gestão, da comunicação e das ciências sociais com o propósito de identificar os fatores intervenientes que levaram ao encerramento da operação. Constatou-se que o motivo divulgado pela direção da 100% Vídeo não coaduna com a realidade, haja visto aspectos como as mudanças provocadas pela tecnologia que vem alterando as relações empresariais, colocando em xeque a viabilidade e continuidade de algumas atividades econômicas

Biografia do Autor

Lucas Vieira de Araújo, UMESP

Mestre em Literatura pela Universidade Estadual de
Londrina (UEL). Aluno de doutorado em Comunicação,
com bolsa Capes, pela Universidade Metodista de São
Paulo - Brasil

Lilian Aligleri, USP

Doutora em Administração pela Universidade de São
Paulo (USP),mestre em Administração pela Universidade
Estadual de Londrina (UEL) – Brasil

Publicado
2017-08-18
Seção
DOSSIÊ TEMÁTICO: ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO