Bandeira Tribuzi: um intelectual na luta pelas liberdades democráticas na esfera de poder local

  • José Ferreira Junior UFMA
  • Clarissa Rodrigues Pinheiro Gomes UNESP
Palavras-chave: jornalismo, política, democracia, poder local

Resumo

O artigo pretende lançar luz e problematizar a atuação do jornalista e intelectual Bandeira Tribuzi no âmbito da imprensa maranhense durante o período do regime militar em que fundou, juntamente como senador José Sarney, o jornal O Estado do Maranhão, em um período no qual o chefe político ainda não havia consolidado sua liderança política na esfera estadual e ainda não tinha projeção nacional, a qual o levou, no ocaso da ditadura militar, a migrar para o principal partido de oposição, o PMDB, tornando-se candidato a vice-presidente na chapa de Tancredo Neves em 1985; e, posteriormente, presidente da República com a morte do presidente eleito pelo Colégio Eleitoral.  O foco analítico é a atuação de Tribuzi, que além de jornalista foi poeta, músico e economista, na luta pela manutenção das instituições democráticas e pela hegemonia, no Maranhão, do grupo político vinculado ao senador José Sarney

Biografia do Autor

José Ferreira Junior, UFMA

Jornalista, mestre e doutor em Comunicação e Semiótica
pela PUC-SP. Professor de Jornalismo e do Programa
de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da Universidade
Federal do Maranhão – UFMA- Brasil

Clarissa Rodrigues Pinheiro Gomes, UNESP

Jornalista. Mestre em Estudos Literários pela Universidade
Estadual Paulista – UNESP – Brasil

Publicado
2017-08-18
Seção
INVESTIGAÇÃO