Revista Eptic

Revista Eptic, ISSN 1518-2487, classificada como QUALIS B1, na área de Ciências Sociais Aplicadas I,  é produzida Observatório de Economia e Comunicação (OBSCOM) e  vinculada aos programas de pós-graduação em Comunicação (PPGCOM), Economia (NUPEC), da Universidade Federal de Sergipe.

Criada em 1999, a partir de um projeto de organização de uma rede de pesquisadores a partir dos grupos de trabalho de Economia Política da Comunicação da ALAIC (Asociación Latino-americana de Investigadores de la Comunicación) e da INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação).

Este periódico eletrônico quadrimestral, é a única publicação do país a tratar especificamente da Economia Política da Comunicação e da Cultura, tendo forte impacto na sua área específica de atual, tanto em nível nacional quanto internacional.

Divergindo do pensamento único, na multiplicidade organizacional, o grupo de pesquisadores da Rede Eptic foca seus estudos em Economia Política da Comunicação, em tópicos como o processo de oligopolização da mídia, as políticas de comunicação, as inovações na área informacional, a funcionalidade da cultura no capitalismo e os lugares da democracia e da diversidade nessas dinâmicas, sendo protagonista na organização dos estudos críticos em Economia Política da Comunicação no Brasil, na América Latina e na Europa, onde atua em parceria com a Ulepicc (Unión Latina de Economía Politica de la Información, la Comunicación y la Cultura), entidade em cuja fundação teve papel protagonista.


Eptic Magazine, ISSN 1518-2487, classified as QUALIS B1, in the field of Applied Social Sciences I, is produced by the Observatório de Economia e Comunicação – Observatory of Economy and Communication (OBSCOM) and connected to the Post Graduation programs in Communication (PPGCOM) and Economy (NUPEC) of the Federal University of Sergipe.

Created in 1999, from an organizational project of a network of researchers derived from the Political Economy of Communication work groups of the ALAIC (Asociación Latino-americana de Investigadores de la Comunicación) and of INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Brazilian Society of Interdisciplinary Communication Studies).

This quarterly electronical journal is the only publication in the country to deal specifically with the Political Economy of Communication and Culture, and has great impact in its specific area of activity, at both national and international levels.

Diverging from the single thought, with organizational multiplicity, the group of researchers in the Eptic Network focuses its studies on the Political Economy of Communication, on subjects such as the process of media oligopolization, communication policies, the innovations in the informational area, the functionality of culture in capitalism and the places of democracy and diversity in these dynamics, it is the protagonist in the organization of critical studies of Political Economy of Communication in Brazil, Latin America and Europe, where it acts in partnership with the Ulepicc (Unión Latina de Economía Politica de la Información, la Comunicación y la Cultura), an entity in whose foundation it had an important role.



Imagem para capa da revista

 CHAMADA DE ARTIGOS PARA O DOSSIÊ TEMÁTICO: Industrias culturais e economia política

 

No ano em que a REVISTA EPTIC, produzida pelo Observatório de Economia e Comunicação (OBSCOM) da Universidade Federal de Sergipe (UFS),  e o CIESPAL - Centro Internacional de Estudios Superiores de Comunicación para América Latina-  completam, respectivamente, 20 e 60 anos de existência uma inédita parceria entre as Revistas Eptic e Chasqui, foi firmada para a edição do Dossiê Temático “Industrias culturais e economia política”, a ser publicado em duas partes no vol 21, n.3 (set-dez) da Revista Eptic (parte I) e número 142 (dez) da Chasqui (parte II).

O Dossiê tem como objetivo fomentar a discussão sobre os sofisticados processos de produção  e suas complexas cadeias produtivas em países emergentes, bem como as iniciativas de tais países em conformar políticas publicas que permitam às Indústrias Culturais navegar por diferentes áreas de intervenção, de acordo com a  a Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais que surgiu na Conferência Geral da UNESCO em 2005 e pela primeira vez considerou os processos e efeitos da globalização e as brechas deixadas pela aposta dos países de economias avançadas ao reconhecer a taxa de retorno propiciada pelo investimento nesse tipo de indústria.

 As contribuições devem dialogar com os seguintes eixos temáticos:

  • Comunicação, processos culturais e políticas públicas
  • Indústria criativa e novos mercados de comunicação
  • Os fluxos de comunicação globais e as identidades culturais
  • Impactos das políticas de comunicação na visibilidade da cultura
  • A diversidade cultural nos meios (tradicionais e comunitátrios)

 

OBS: Os autores devem enviar seus originais para somente um dos periódicos da sua escolha  e, para tanto, deverão observar atentamente os prazos e as normas de submissão específicos de cada periódico:

 REVISTA EPTIC:

Prazo para submissão dos artigos: 03 de junho de  2019

NORMAS DE SUBMISSÃO:

http://www.seer.ufs.br/index.php/eptic/about/submissions#onlineSubmissions

Período de publicação da revista: set-dez de 2019

 

REVISTA CHASQUI:

Prazo para submissão dos artigos: 23 de agosto de 2019

 Normas de submissão:

https://revistachasqui.org/index.php/chasqui/pages/view/normasdepublicacion

Período de publicação da Revista: dezembro 2019

Coordenadores do Dossiê temático: Prof. Dr. Cesar Bolaño (Universidade Federal de Sergipe) e Prof. Dr. (c) Juan Camilo Molina (Ciespal)