AS CONDIÇÕES DO REFÚGIO NO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Mariana Corallo Mello de Azevedo Kuhlman

Resumo


Na condição do refúgio, a situação de vulnerabilidade social que acomete o sujeito está vinculada à privação de seus direitos básicos e é agravada pelos discursos de mera tolerância. O sujeito, ávido por conservar a sua sobrevivência, pode sofrer uma série de golpes aos seus valores culturais e linguísticos, de modo a ser conduzido a uma busca angustiante pela língua do país que lhe concedeu refúgio. A discussão que propomos enfocará o processo de aquisição de língua estrangeira nesse contexto à luz do Princípio de Valoração de Damásio, que assume que os valores atribuídos às atividades humanas em geral possuem alguma relação com impulsos de sobrevivência. Por essa razão, o presente estudo será elaborado com vistas a refletir sobre as iniciativas de ensino dedicadas a essa população e sobre a configuração dessa experiência de aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

 

INDEXADORES