DIFERENÇA E INFÂNCIA INDÍGENA NO BRASIL: UM OLHAR A PARTIR DA NARRATIVA CINEMATOGRÁFICA

  • Suzana Santos Libardi
  • Conceição Firmina Seixas Silva

Resumo

O presente trabalho discute a infância indígena no Brasil, a partir de narrativa do cinema nacional. Adota-se a abordagem geracional e a linguagem cinematográfica, não em seus aspectos técnicos ou como recurso didático, mas como ferramenta para experimentar outras possibilidades de interpretações da(s) infância(s) no Brasil. Por meio das histórias e personagens diversos, esperamos confrontar a certeza própria das ciências e da forma como entendemos, lidamos e narramos a infância no seu viés normativo. Selecionamos o documentário Waapa para debater a questão da infância indígena, sua peculiaridade e diferença, em diálogo com a produção acadêmica. Identificamos dois aspectos – educação e convívio com os adultos – que ajudam a pensar o lugar destas crianças em suas comunidades e, ao mesmo tempo, refletir sobre as diversas possibilidades de narrar a infância.
Seção
Dossiê: CINEMA, IMAGENS E CONTRANARRATIVAS DA DIFERENÇA