A EXPRESSIVIDADE DO INDIVÍDUO E DA REALIDADE SOCIAL NA IMAGEM DO FILME

  • Rodrigo Oliveira Lessa

Resumo

Analisamos neste ensaio as possibilidades que a expressão dos sujeitos na imagem do filme abre para a representação da realidade social nas narrativas fílmicas. Através de uma discussão sobre o modo como o traço desantropomorfizador da imagem do filme captura a interação dos indivíduos com a vida social e material, procuramos compreender algumas das possibilidades pelas quais o cotidiano e o modo de vida dos atores sociais presentes nos filmes costumam ser capturados em sua complexidade no cinema. Algo que, por sua vez, nos permite também aprofundar a partir de uma perspectiva materialista e dialética do estudo da arte e de conceitos como representação, ideologia e esclarecimento o modo como as interações sociais e a sociabilidade são problematizadas a partir desta importante expressão artística na contemporaneidade.

Seção
SEÇÃO LIVRE